terça-feira, 9 de setembro de 2014

Estilos de aprendizagem, métodos de estudo e vários tipos de inteligências

Estudar consiste num método repetitivo de um processo que requer:
  • Ler e reter tudo através da leitura repetitiva
  • Organizar a informação
  • Compreender os conceitos
  • Elaborar ideias, opiniões e factos, quer por escrito, quer oralmente, em formato matemático, cientifico ou artístico
  • Utilizar eficientemente os recursos disponíveis (manuais, textos, sites...)
Certo? Errado! É importante familiarizares-te com o teu estilo de aprendizagem preferido e adopta-lo, adaptá-lo, mudá-lo até produzir os resultados que pretendes. Usa todos os teus sentidos a teu favor e descobre se tens algum dominante. 

Aprendizagem Visual



O tipo mais visual tem tendências para recorrer ao uso de imagens, afinal uma imagem vale mais que 1000 palavras, têm maior facilidade em recordar pormenores existentes numa figura do que a informação contida em texto. Se és do tipo visual, ajuda focares-te nas cores, nas texturas, nos diferentes tamanhos e formas, tens maior tendência para te recordares de detalhes e pormenores. Escusam de esperar que um tipo visual se recorde de nomes, factos ou números, pois muito possivelmente isso não irá acontecer, mas é certo que não se esquecerá de uma cara.

Aprendizagem Auditiva







Estão a ver aqueles loucos que só conseguem estudar em cafés, bares e em sítios onde há ruído? Não são loucos, são auditivos, aprendem a falar, a ouvir, em conversas e a discutir os temas, alteram o tom de voz, o ritmo, a velocidade e a entoação, recordam as palavras. Associam tal matéria à musica que ouviam enquanto estudavam. Ainda, há aqueles que gostam de gravar a matéria para a ouvirem enquanto lavam a roupa, arrumam a casa, fazem a cama ou tomam banho. E... com eles funciona.

Aprendizagem Cinestésica



Nunca o aprender fazendo, fez tanto sentido. O tipo cinestésico aprende melhor a explorar os objectos, a mexer nas coisas, a descobrirem por si próprios. São pessoas de acção que muitas vezes revelam algumas dificuldades em se expressarem, em encontrar as expressões correctas e acabam por serem incompreendidos.  Os próprios professores e sociedade nem sempre compreendem as suas necessidades de aprendizagem, sendo os que têm maior probabilidade de abandonarem a escola por desadaptação.



No entanto, o estilo de aprendizagem escolhido não deve ser limitativo, a ideia é ajudar e o ideal é a adopção de um estilo de aprendizagem misto. No entanto, o estilo de aprendizagem só por si não chega, deve interagir com as inteligências existentes. Plural? Sim, não me enganei. Existem pelo menos 8 tipos de inteligência, apesar do ensino formal apenas valorizar 2: a Linguística e a Matemática.

Mas há mais:

  1. A visual (muito relacionado com o estilo visual, a capacidade de reproduzir as formas de que vê, objectos, dar forma às coisas).
  2. Corporal (aqui está um exemplo que a cinestésica dá cá um jeitão, é o estilo certo para o desporto, teatro ou dança).
  3. Musical (é preciso dizer alguma coisa?).
  4. Interpessoal (está estritamente relacionada com a compreensão, gestão e liderança com as pessoas. Ajuda os teus colegas, estudem/trabalhem juntos e em conjunto, dividam o trabalho em secções e assuntos para depois ensinarem uns aos outros. Discutam, troquem ideias, apontamentos, opiniões e recursos).
  5. Intrapessoal (consiste na capacidade de se organizarem a si próprios).
  6. Naturista (solta o biólogo que há em ti, aprecia a natureza, aposta na capacidade de classificar, reconhecer os padrões da vida diária e natureza).
Não posso esquecer de dar dicas para estimulares a tua inteligência linguística, que acaba por ser a mais importante, para isso lê, transcreve textos pelas tuas próprias palavras, interpreta, questiona e revê. Quanto mais estimulares este tipo de inteligência, maior será a tua facilidade para te expressares.

Qual é o teu estilo de aprendizagem dominante? Como é que estudas?

Estão a gostar destes post's mais relacionados com o sucesso escolar? Querem mais?

Sem comentários:

Enviar um comentário