sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O que é que se lê aqui?

Morar Sozinha(o) pode ser bem solitário e por isso o consumo de obras literárias, televisão, cinema e séries aumenta a olhos vistos. O Socorro Vou Morar Sozinha a pensar em vocês e em quem gosta deste tipo de entretenimento não podia descuidar esta parte do nosso dia a dia, e por isso vai dando o feedback do que se lê por aqui, quem sabe não encontras uma ideia  para te ocupares no teu fim de semana, que o tempo já começa a convidar para isso.

Começamos então pela "A Sétima Porta" de Richard Zimler, editado pela Oceanos e da colecção Mar de Histórias.


"Em 1990, Richard Zimler descobriu numa cave de Istambul sete manuscritos do século dezasseis escritos por um cabalista chamado Berequias Zarco. Um deles narrava o pogrom de Lisboa em 1506 e a recriação dessa narrativa por Zimbler, resultou no best seller internacional  "O último cabalista de Lisboa". Mas, o que revelavam os outros 6 manuscritos?

Em Berlim, na década 30, o descendente de Berequias Zarco, Isaac Zarco, está determinado a descobri-lo. Está convencido que o pacto entre Hitler e Estaline - para além de outros «sinais» anuncia que uma profecia apocalíptica feito pelo seu antepassado está prestes a concretizar-se. Acredita também que, se conseguir descodificar esses textos cabalístico medievais, pode salvar  mundo.

Passado durante a subida ao poder de Hitler e a guerra que os nazis moveram contra os deficientes, "A Sétima Porta" junta Sophie Riedesel, uma jovem espirituosa, artística e sexualmente ousada - com um grupo clandestino de activistas judeus e antigos fenómenos de circo liderados por Isaac Zarco. Quando uma série de esterilizações forçadas, estranhos crimes e deportações para os campos de concentração dizimam o grupo, Sophie, agora já adulta tem lugar com todo o engenho para salvar tudo o que ama na Alemanha - a qualquer preço."
 
Esta sinopse vai dando algumas pistas dos assuntos abordados ao longo das 636 páginas que este livro tem. Um livro que se refere a uma época negra da história com referências pormenorizadas, sem tabus, não há eufemismos, relata os acontecimentos na primeira pessoa, sob o olhar de Sophie uma adolescente que viu a sua vida a mudar drasticamente e apesar de ser ariana, foi realmente afectada com a politica de Hitler. 

Um livro que envolve o leitor desde da primeira página, que o chama a participar na descoberta de pistas do crime e de todos os mistérios que vão ocorrendo, até que aos poucos vão sendo desvendados do modo mais cruel e insensível possível, bastante visual, não tenta proteger o leitor mas dar uma imagem real do que se passou.

O livro aborda as 7 portas que a crença judaica acredita que existam ao longo da evolução da vida, que são descobertas e comprovadas também com a evolução das personagens desde da década 30 até ao final da segunda guerra mundial. Um hino à luta pela sobrevivência e pelo reconhecimento pessoal e individual.

Não me vou estender muito mais, mas digo-vos que aconselho a ler. Chega a ser chocante é impossível ficar indiferente a toda esta narrativa. É um livro pesado (em todos os sentidos), mas mostraram a preocupação com esse facto optando por por capa mole e paginas relativamente finas, no entanto, sem deixar ver as letras do outro verso da página, apenas sombras.

O preço encontra-se entre os 15,93€ e os 17,70€ e pode ser adquirido em todas as livrarias e na maioria das feiras do livro. Numa escala de 1 a 5 dou, sem duvida, um 4,5 gostei bastante.


O segundo livro que vos vou falar é "Descubra a Cabra Secreta que Há em Si" de Elizabeth Hilts, da editora Bizâncio e da colecção de pequenos livros. Com 240 páginas, capa mole e com um preço previsto de 12,50€.


"Há uma parte de cada uma de nós, uma parte bem importante, que muitas vezes não deixamos transparecer. É a cabra secreta.... A cabra secreta diz o que pensa e pensa o que diz. É um ponto final definitivo no vicio de sermos «boazinhas». Acabou-se dizer que sim quando se quer dizer que não. Acabaram-se os becos sem saída sentimentais. A cabra secreta que há em si é aquela parte integral e poderosa que impede que se esqueça de si nas suas relações profissionais, familiares, de amizade e especialmente quando se apaixona. Precisa de mudar de rumo da sua vida? Deixe a cabra secreta que há em si, guiá-la."

O que posso dizer sobre este livro? Tem uma leitura light, rápida, li num dia. Foi escrito com humor e dá conselhos de como devemos sobrepor-nos a tudo o que não nos seja tão benéfico, dando exemplos do dia a dia. Apela ao movimento "Não me parece" invocando-o sempre que alguma situação nos possa causar qualquer constrangimento.

Como a sinopse diz, ser boazinha é um ciclo vicioso que temos que quebrar, não podemos deixar que nos prejudiquem e concordar com tais comportamentos. Se bem que o amadurecimento requer por vezes "engolir alguns sapos" que segundo a autora não é permitido.

Se aconselho? Aconselho, não acredito que vão aprender alguma coisa relevante, mas torna engraçado imaginar a nossa reacção nas situações descritas, o que diríamos e porque o faríamos, muitas vezes como fazemos. Não é um livro pedagógico, apenas para entretenimento. Numa escala de 1 a 5, daria um 2,9.

Já leram? O que acharam?
Se não, estão a pensar em fazê-lo?


 

2 comentários:

  1. humm... o 2º pareceu-me tão interessante, é uma compra a ponderar !!!
    Beijinhooos

    ResponderEliminar