quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Argila Branca


Eu prometi Aqui e cumpro agora. Como falei no post mencionado, sempre que utilizo a argila verde gosto de a acompanhar posteriormente com a argila branca. E perguntas tu porquê?!
Este post vem responder exactamente a isso!

A argila branca ou caulim é composta por alumínio, silicatos e hidróxidos coloidais, ferro, potássio, boro, alumínio, enxofre e cálcio que são elementos essenciais à pele. O facto de ter oligoelementos e minerais na sua composição torna-a um óptimo cicatrizante, purificante, antisséptico e limpa profundamente a pele eliminando assim a sua oleosidade e consequentemente combatendo as espinhas, borbulhas, pontos negros, rugas e linhas de expressão.
É super indicada para as peles mais sensíveis, pode ser usada em todo o corpo e cabelo purificando-o, tratando dos fios mais fragilizados e diminuindo a sua porosidade.

A aplicação no rosto é semelhante à argila verde, numa cocha como a da imagem ou outra coisa do género, colocar a argila em pó e misturar pouca água até ter uma consistência não muito liquida nem muito espessa. Colocar no rosto de forma a evitar os lábios e a zona dos olhos. Depois de seca é só retirar com água morna.

No cabelo fazer a mesma pasta anterior e colocar 4 gotinhas de queratina liquida, espalhar pelo cabelo e depois cobri-lo com alumínio por 20 minutos. Depois de actuar retirar com água morna. Chama-se a este processo plástica capilar, que confere nutrição, hidratação, revitalização dos fios capilares danificados pelos modeladores e produtos químicos. Devolve a maciez, brilho e a vida ao cabelo. Ao mesmo tempo que dá força, repõe proteínas e sela o cabelo.

Já experimentaram?

Sem comentários:

Enviar um comentário