terça-feira, 31 de março de 2015

Hora da Chefe: Lasanha na frigideira

Cozinhar só para nós nem sempre é fácil, eu falo por mim, prefiro não cozinhar do que fazer comida só para mim. Aí o resultado é desastroso, ou comemos fora ou recorremos a refeições já preparadas que não são tão saudáveis como gostaríamos. Então as lasanhas... ou fazes doses industriais ou comes das congeladas... mas agora dou-te uma terceira opção: fazes a lasanha na frigideira. Muito mais rápida, muito mais fácil de preparar doses individuais, muito mais barata e igualmente deliciosa. Queres saber como preparar? Continua a ler.


É mesmo super fácil.

1º Passo: Fazer o molho de tomate. Para isto só precisas de picar o alho e refogá-lo no azeite. Acrescenta polpa de tomate (uma caixinha deve chegar) e tempera com um pouquinho de sal, piri piri, gengibre e oregãos. Podes usar qualquer molho, mas eu prefiro este por ser mais saudável.

2º Passo: Usar um bocado do preparado anterior, mas numa quantidade generosa, no fundo da frigideira. Este passo é muito importante porque depende dele para que a lasanha não agarre à frigideira.

3º Passo: Colocar as fatias de massa de lasanha fresca necessárias para tapar o molho (se não tiveres fresca e usares as processadas como eu fiz, convém meter estas de molho em água quente durante uns 10 minutos no mínimo para irem amolecendo).

4º Passo: Noutro tacho refogar alho em azeite e saltear os espinafres temperados com sal. Quando encolherem e ficarem macios estão prontos. Reserva.

5º Passo: Faz uma camada com fiambre, cobre esta com queijo fresco de barrar na quantidade desejável e depois acrescenta os espinafres já devidamente cozinhados.

6º Passo: Cobre a camada anterior com massa, e esta com mais um bocado do molho de tomate reservado. Mais uma camada de fiambre e de molho e depois massa novamente. Lembra-te que não deves ultrapassar as duas camadas sob o risco de não cozinhar. 

7º Passo: Juntar o restante molho e cobri-lo com bastante queijo ralado temperado com oregãos.

8º Passo: Levar a lume brando por 15 a 20 minutos tapado com um testo.


Depois é só servir e desfrutar.

Vais fazer?

segunda-feira, 30 de março de 2015

Dizem por aí que se usa: Calças coloridas


Se há um tempo atrás, não mais de 2 anos, me dissessem que eu ia usar calças coloridas torcia o nariz e dizia "nahhhh", o mesmo com os padrões. Agora sinto que evolui e estou mais "open mind", não só uso calças coloridas, como adoro vê-las conjugadas com padrões.

Com o tempo quente as calças coloridas ganham protagonismo, no entanto, ainda não arriscamos muito a conjugá-las apostando sempre pelo seguro: Branco (afinal dá com tudo!).

As calças coloridas dão um toque especial a todo um conjunto, usando o branco torna as calças adequadas para qualquer ocasião, um almoço num restaurante, num cooktail ou no dia a dia. Os acessórios formalizam ou não o look final.


Nestes conjuntos já arriscaram mais. O primeiro look ilustra como umas calças em tons bem fortes, conjugadas com uma peça mais neutra podem ser adequadas para um evento durante o dia, transmite segurança, personalidade, ousadia e marcam presença. 
O quarto, calças verde bandeira como gosto de chamar, visto que é o verde que está presente na nossa bandeira nacional, ficam muito bem com a tendência marinheiro, padrão leopardo, preto e branco, para o dia a dia, evento, festa... muito versátil.
Os restantes looks são mais do dia a dia, informais e super confortáveis, os tons pasteis conjugam-se bem entre si.

Como esta tendência é mais para a primavera/verão, não dividi os looks em inverno e meia estação e verão como costumo fazer. Até porque este post é quase uma introdução das cores que se vão usar nesta primavera/verão (2015) e aí explorar mais as possíveis combinações. Queres?


Tu usas calças coloridas?

sexta-feira, 27 de março de 2015

Sabes o que andas a comer? Gengibre


Se segues as receitas do blog deves ter reparado que uso gengibre em tudo, é quase a minha imagem de marca. Leva molho? Então de certeza que leva gengibre, como podes confirmar aqui, aqui e aqui por exemplo.

Por isso senti necessidade de justificar a minha obsessão por esta especiaria, e nada melhor do que esta rubrica para o fazer.



O gengibre é uma raiz tuberosa, nativa da Ásia que tem uma acção bactericida e acelera o metabolismo. É um alimento termogénico bastante usado pela indústria farmacêutica na produção de laxantes, antiácidos e antigases, o que deixa prever um conjunto de benefícios para o aparelho digestivo. Ao mesmo tempo que é rico em componentes medicinais como o felandreno, zingiberenozingerona


 É rico em nutrientes como a gingerol que confere o sabor picante, tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, vitamina B6, potássio, magnésio e cobre.



O gengibre além de todas estas propriedades e nutrientes é ainda um ótimo aromatizante de comida, que quando acompanhado com as especiarias certas diminui bastante o consumo de sal.


Ao contrário do que tenho vindo apresentar noutras rubricas como aqui e aqui, neste retirei as informações nutricionais da internet.

Benefícios do Gengibre


O gengibre melhora o teu sistema digestivo, respiratório e circulatório, uma vez que ajuda na digestão, alivia a azia, combate o mau hálito, a cólica menstrual e alguns problemas na vesícula, ajuda com a tosse, bronquite e gripes.

O gengibre é um bom desintoxicante, ajudando no processo de emagrecimento por ser um alimento termogénico que queima as gordurinhas indesejáveis, uma vez que estimula as enzimas do fígado ao mesmo tempo que combate a celulite e promove uma pele lisinha.

A Universidade de Minnesota vai mais longe e aponta o gengibre como um aliado na prevenção do cancro do cólon, sendo considerado um analgésico natural e um anti-inflamatório. Alivia a enxaqueca e a ressaca, protege o organismo de bactérias e fungos, ajuda com dores de artrite e dores musculares, aumenta o libido e previne o enjoo durante as viagens. 

Como é um alimento termogénico ajuda o corpo a aquecer-se, o que enquanto o verão não chega com força, dá jeito.


Malefícios do Gengibre

Os malefícios do Gengibre ainda não foram comprovados, mas em caso de dúvida acho que não se deve arriscar. Há quem diga que o consumo de gengibre afecta o hormônio sexual do feto e pode provocar o aborto em grávidas. O seu consumo, neste grupo particular, deve ser evitado perto do parto, visto que aumenta o risco de hemorragias.

Não é recomendado para quem sofre de hipertireoidismo.

O seu consumo deve ser moderado para quem sofre de cardiopatias, úlceras e alergias, e como aumenta a pressão arterial não é recomendado para quem tem taquicardias, hipoglicemia, nervosismo e insónias.

Os diabéticos devem ter o consumo de gengibre devidamente vigiado pelo seu médico.

Como já falei aqui, a quantidade consumida torna o produto ou curativo ou veneno, por isso não deves consumir mais de 4g por dia, sob o risco de sofreres de uma gastrite, diarreias e outros problemas ao nível do aparelho digestivo.

Qual o produtinho que queres ver por aqui numa próxima vez?

quinta-feira, 26 de março de 2015

Socorro tenho um almoço de família

Chegou a primavera e com ela a pascoa, o domingo de ramos, os aniversários ou apenas reuniões familiares sem motivo aparente para partilhar o domingo junto da mesa enquanto convivemos... e tão bem que sabem esses convívios...
Para isso, regressei com a rubrica do "Socorro" que apresenta algumas propostas de looks para esses dias, que requerem praticabilidade e conforto mas sem perder o ar festivo e elegante que uma festa exige.


Neste look deixei todo o protagonismo para o blazer estampado e fui constituindo todo o conjunto a partir dele. Para isso procurei uma tshirt que vá buscar os tons ao blazer, preferindo o rosa pastel porque está muito em alta nesta primavera/verão e assim aproveitei para mostrar como se usa esta tendência. Depois foi só adicionar uns óculos de sol  que conferissem um ar moderno ao look, pulseiras delicadas para um estilo moderno romântico e umas calças pretas a servir de tela. Por fim os sapatos nude de salto, para que estes não brigassem com o resto das peças.
Na maquilhagem sugeria algo nude, tipo acordei linda assim, e um cabelo esticado sem grandes pormenores.

O protagonismo deixei para os calções, bem desportivos e giros, também eles em tons pasteis. A tshirt com uma mensagem é bem casual, que ao mostrar o elástico dos calções e uns ténis dava um look óptimo para o dia a dia. Mas como não é isso que queremos propus um blazer que é um bom aliado quando queremos dar um ar mais elegante ao conjunto e os sapatos de salto alto dão aquele ar de sport chic muito em voga. Como acessórios proponho um relógio e um colar.
Para cabelo depende de como queres transformar o look, mais romântico, citadino, moderno... eu optaria por umas ondas suaves e uma maquilhagem com um batom mais rosa arroxeado e os olhos delineados e simples.


Este conjunto é bastante versátil tanto pode ser usado num convívio de familia, como para um passeio romântico com o namorado (ou namorada...o que tiveres e o que quiseres), um lanche... O vestido não é nada comprometedor e como é delicado permite um conjunto bem inocente, romântico e "menininha" devido à saia rodada. O casaco num tom delicado vem dar um agasalho porque ainda não estamos no verão, e o casaco para sair à rua quebra todo o efeito falado anteriormente. Os acessórios, pulseira e relógio vem enriquecer o conjunto. Optei por umas sandálias para dar o ar mais primaveril.
Para o cabelo optaria por um rabo de cavalo ondulado, ou umas tranças a cruzar por trás do cabelo, um semi solto com ondas e uma maquilhagem bem mais forte como um esfumado castanho nos olhos e um batom nude para tirar todo o ar de "menininha" ou infantil.

Usavas estes looks? 

Qual o teu preferido?

quarta-feira, 25 de março de 2015

Truques que todas as raparigas devem saber: Versão Primavera/Verão

Nós gostamos disto, não gostamos? Todas nós nos queremos sentir bonitas sem passar horas e horas reféns dos vários tratamentos de beleza. Se em Janeiro dei 20 truques que qualquer rapariga deve saber, e tu tens seguido religiosamente todos eles, agora vou acrescentar mais 10 truques que qualquer uma de nós deve saber para arrasar na Primavera/Verão.
Curiosa? Então continua a ler.

1. Com o calor vem a maquilhagem derretida, vem a pele oleosa, vem os kg e kg de pó para disfarçar os brilhos da pele até parecer que temos um bolo na cara, ou então quantias exorbitantes gastas naqueles papeizinhos para tirar a oleosidade. Deixa-te disso, só precisas de papel higiénico e um bocadinho de jeito no caso de ser papel de folha dupla. Separa o papel higiénico até ficares apenas com uma folhita e pressiona-a levemente na zona do rosto com brilhos e já está.

2. Adoramos um delineado e um esfumado gatinho mas nem sempre temos lá grande jeito para a coisa. Para te ajudar neste efeito só precisas de um cartão (cc, multibanco, carta de condução...qualquer coisa dá), ou um simples cartão de visita, ou então fita cola. Usa o método escolhido no canto do olho na perpendicular e faz o delineado ou esfumado sob ele, quando tirares já tens o efeito pretendido e sem grande sujidade.

3. Para lábios volumosos só tens que usar brilho transparente (gloss) no lábio superior, ou um lápis mais claro no centro do lábio.

4. Usa o curvex para fazer um delineado perfeito. Para isso pinta o lado superior com o lápis e quando usares o curvex normalmente este será carimbado no sitio certo.

5. Com o tempo quente mistura a base com o teu hidratante, irá diminuir a probabilidade desta derreter.

6. Para a gilette não enferrujar, mete vaselina nas suas laminas.

7. Para delineares os lábios de um modo perfeito, faz uma cruz no arco do cupido e depois continua normalmente.

8. O liquido para lentes é um bom aliado para salvares a mascara das pestanas que está a secar.

9. Agora que está na altura de meter os pés de fora, tens que os mimar e dar uma especial atenção. Usa creme Nivea ou geleia real na noite anterior, calça umas meias e no dia seguinte terás uns pés hidratados, bonitos para as sandálias.
A Nivea também é um bom aliado para baixar aqueles cabelinhos mais rebeldes.

10. Na primavera apetece-te fazer "nails art"? Se quiseres fazer umas pintinhas nas unhas, usa um penso para as feridas. Como? Depois da unha bem seca cola o penso, pinta por cima, depois de seco retira e voilá.

Conhecias estas dicas?

terça-feira, 24 de março de 2015

Série que não podes perder



Numa das Tag's que respondi sobre séries mencionei que uma que estava mortinha para assistir era Reign, e adivinha...não me arrependi minimamente e agora venho recomendar.
Viciei na história, no guarda roupa, penteados, maquilhagens e afins, na fotografia, no elenco...fiquei colada ao ecran até ficar sem nenhum episódio.

 

Reign debruça-se sobre a história de Mary Stuart, rainha da Escócia de 14 de Dezembro de 1542 a 24 de Julho de 1567. Mary herdou  o trono do seu pai com 6 anos de idade, acabando por ser prometida a Francis através do tratado de Greenwich oficializado com o rei Henrique VIII de modo a estabelecer uma aliança entre a Escócia e França contra a Inglaterra protestante.
Logo no primeiro episódio Mary é transferida para o Castelo de França quando o seu esconderijo, onde cresceu, deixa de ser seguro. Aos 15 anos conhece o seu noivo, uma corte e assume o papel de uma vida na defesa dos interesses da Escócia com a ajuda das suas quatro damas, vindas de famílias nobres da Escócia.
Se esta rainha já é caracterizada historicamente pelo seu estilo Shakesperiano devido às imensas tragédias que ocorreram desde do seu nascimento até à sua morte, nesta série, embelezam os factos com mais intrigas, esquemas, enlaces, amores e vinganças que apimentam toda a história e prende-te ao ecran.
Documentos históricos relatam uma rainha bastante atraente, determinada e que viveu uma verdadeira história de amor com Francis com quem casou e reinou a França numa perspectiva vanguardista para época até à morte do seu marido em 05 de Dezembro 1560, aproximadamente 17 meses depois de subir ao trono. A actriz não desiludiu  em nenhum momento, impondo a sua presença ora enquanto rainha, ora enquanto jovem cheia de sonhos que queria ser mais do que apenas uma rainha, mais normal.
De facto esta série promove a reflexão em vários momentos, como seria a nossa vida se já tivesse traçada? Como agiríamos quando os  interesses de um país sobrepõem aos nossos? E será que se sobrepõem? Apesar de poucos (ou nenhuns) de nós termos essas preocupações, a verdade é que a modernidade dada a esta série faz com que nos identifiquemos com ela e tomemos partidos pelas personagens.


Esta série estreou em 2013 e já conta com uma temporada e meia, tendo a 3ª já sido confirmada (yey), encontra-se cotada com 7,7 em 10 no IMDB e foi criada por Laurie McCarthy e Stephanie Sengupta que a abandonou antes da estreia por supostamente se querer dedicar a novos projectos.
Considerada um drama e fantasia pelo sobrenatural adicionado em vários momentos, cada episódio desta série dura aproximadamente 42 minutos. O que mais gosto desta série é que em acontece tudo muito rápido, basta um episódio para mudar toda a trama.
A fotografia é impecável, o argumento enriquecedor e o casting foi sem dúvida bem direccionado. Mas, o que tenho mesmo que salientar é a banda sonora super atual.
Recomendo e subia a pontuação para 8.


 


Vais perder esta série? 
Já assistes?

segunda-feira, 23 de março de 2015

Hora da Chefe: Rolo de Carne com crosta de ervas


Nada melhor para começar a semana com uma comidinha daquelas boas. Este rolo de carne é qualquer coisa... de certeza que vais gostar. Deixei o queimado de propósito para te precaveres do que possivelmente vai acontecer, devido ao queijo e à gordura da carne (fiz uma mistura de carne vaca, carne de porco e um pouco de chouriço para dar aquele gostinho).
Já expliquei aqui como é que se prepara o rolo de carne própriamente dito, mas este tem uma variante, que consiste em esticar todo o preparado da carne sob uma folha de papel vegetal bem esticadinho para que depois metas por cima queijo e fiambre em fatias a gosto, recorre a ajuda do papel vegetal para enrolares o rolo de modo a que o queijo e fiambre fiquem no seu interior.

1º Passo: Já tendo o rolo de carne preparado podes fazer a crosta. Para isso só precisas de colocar no liquidificador salsa, oregãos, nozes, azeite e bastante alho. As quantidades variam consoante o teu gosto pessoal e quantidade de carne.

2º Passo: Espalha tudo já devidamente processado sob a carne. Só na parte de cima.

3º Passo: Vai ao forno já pré aquecido a 180º por aproximadamente 40min ou mais.

Com estes 3 passos tens uma receita de deixar qualquer convidado de boca aberta e deixares uma boa impressão, ou então para um bom jantar a dois.

Vais meter a mão na massa?

sexta-feira, 20 de março de 2015

Dizem por aí que se usa: Jaqueta Aviador


A Jaqueta Aviador foi criada por Leslie Irvin durante a 2ª Guerra Mundial para a força aérea britânica (obrigada força aérea inglesa que tantas peças giras nos ofereces-te), para que os seus soldados e pilotos enfrentassem as baixas temperaturas. Mas, foi quando apareceram nas passarelas de Blurberry e Chlóe que saltaram para as ruas de todo o mundo e Portugal não pode nem deve ser exceção.
Admito sou apaixonada por esta peça, fica bem com tudo desde jeans, salto alto, sabrinas, vestidos, calções, tudo o que é saia... e com vários estilos, acessórios como cachecóis, golas e lenços e arrasa nas sobreposições. O que é que poderíamos querer mais? Que fosse quentinho e confortável? Já o é...
No entanto, por serem muito masculinos deves escolher os modelos mais justos e cintados para torná-los bem mais femininos.
Confesso que apesar de ser de couro com lã eu gosto mais de o ver na primavera e por isso mesmo o escolhi para abrir esta estação de ano, não sei porquê mas acho que ficam lindos com peças mais delicadas. Isto porque as manhãs e as noites ainda são frias e permitem o seu uso.

Á semelhança dos post anteriores, vou mostrar a jaqueta aviador em vários looks retirados da internet para a estação mais fria e meias estações.



As três primeiras imagens mostram como fica bem com lenços e cachecóis que dá aquele ar mais aconchegado. Podem confirmar como fica giro com saias, jeans, calções e leggins num estilo bem casual e dia a dia.



A primeira imagem é mesmo primaveril com a perna a mostra e o coque, que combina mesmo muito bem. Uma combinação que nunca esperaria que resultasse tão bem é a segunda, com calças de fato de treino e uma camisola mais engraçadita e delicada resultou mesmo muito bem e aqui deixou de dar um ar mais casual para dar um ar mais arranjinho o que torna interessante a versatilidade da peça. O oposto acontece com o último.


E para terminar acho que as saias rodadas ficam mesmo muito bem, tal como os leggins a imitar pele. Outra coisa que realmente gosto de ver com o casaco aviador e ainda não tinha tomado consciência são as camisas brancas, arrasa.

Gostas desta peça?
Já tens ou vais adquirir a tua?