quinta-feira, 30 de abril de 2015

Sabes o que andas a comer? Aveia

A aveia aparece frequentemente por estes lados, quando me sinto orfã de cereais, a aveia está lá para me reconfortar, nunca me abandona. Ultimamente, com esta moda de reeducação alimentar , a aveia aumentou a sua procura e já faz parte da alimentação diária de muita gente. A produção de aveia aumentou exponencialmente, produzindo-se actualmente 50 milhões de toneladas por ano, concentrando-se principalmente na Rússia.
Mas nem sempre foi assim, a aveia chegou a ser considerada uma praga que crescia no meio das plantações de cevada e trigo e era usada essencialmente na alimentação dos animais. Até que uma alma caridosa decidiu estudar este cereal e constatou que afinal é rica em proteínas, cálcio, magnésio, ferro e várias vitaminas e puff criou-se a comercialização em massa dela em flocos, farelo e farinha.

Eu compro a minha no Minipreço é baratinha e 100% aveia integral. As suas informações nutricionais são as seguintes:

Benefícios da Aveia

São muitos os benefícios da aveia, a maioria associados ao facto de ter bastante fibra, esta vai regular a função intestinal, prevenir o cancro no estômago e ajudar na perda de peso porque aguenta a sensação de saciedade por muito mais tempo.

Contudo os seus benefícios não ficam por aqui, ajudam a prevenir as insónias, diminuiem o colestrol e açúcar do sangue e consequentemente os problemas do coração e diabetes tipo 2. A Universidade de Heidelberg na Alemanha vai mais longe e diz mesmo que reduz em 40% a aplicação de insulina.

A Associação Brasileira de Nutrologia afirma ser benéfico para as gravidas consumirem a aveia, visto que ela irá ajudar no desenvolvimento do bebé, na produção de leite e reduzir o risco dos genes sofrerem mutações.

Ao pequeno almoço vai repor os níveis de energia sendo por isso aconselhada no pré exercício físico. Diminui o acne, melhora o sistema imunológico, combate infecções e combate a depressão. Ao mesmo tempo que previne o envelhecimento precoce por ser rico em antioxidantes.

Malefícios da Aveia

Apesar destas vantagens não vale a pena começares a comer aveia como se não houvesse amanhã, até porque o seu consumo excessivo é favorável ao inchaço da barriga, potencia cólicas, flatulência, irritação no estômago e sangramento ao evacuar. Isto tudo porque forma fecalomas (fezes duras) e por causar pressão do ventre, virando assim, o feitiço contra o feiticeiro.

Qual o alimento que queres ver por aqui?

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Socorro tenho a "queima das fitas"

Entramos na época oficial da "queima das fitas" e como tal surgem algumas dúvidas sobre o que vestir e principalmente o que calçar. Para a "queima" em recintos abertos é preciso ter em atenção que vais passar muitas horas em pé e que te vais sujar muito e por isso deves ter em atenção à roupa e calçado claro.

Em todos os looks optei por calças, por considerar que queremos algo prático e como muitas vezes apanhamos o frio da noite e o gelo da madrugada não vale a pena corrermos o risco de apanhar uma gripe.


Ténis para garantir o conforto e casualidade do look. Para a "queima" a roupa tem que ser confortável, bem casual e que te permita liberdade de movimentos e aguentar a noite toda. Por isso mesmo optei por uma mala tiracolo, pequenina e uma pulseira que aperta no pulso para não teres que suportar todos os movimentos do acessório.

As calças de cintura subida também te protegem e a t-shirt  mais soltinha equilibra. Aqui qualquer cabelo fica bem, mas o rabo de cavalo é do mais confortável que existe.



Quando se fala em conforto não nos podemos esquecer dos leggings, é uma peça super confortável, quentinha, que te permitem liberdade de movimentos e mantém um look cool. 

Uma t-shirt compridinha para tapar o rabiosque é uma boa opção e deixa-te sem medo de mostrar mais do que deves.

O casaco para te proteger do frio é fácil de limpar.

Por fim acrescentei alguns acessórios para enriquecer o look que podem não incomodar muito se te apetecer saltar.


Quando penso em conforto o que me vem primeiro à cabeça é fato de treino, quentinho, e com uma camisa e uns botins são capazes de tornar um look relativamente cuidado e usável no dia a dia. O lenço protege-te do frio, dão cor e endereçam o conjunto.

Qual é o teu preferido?

terça-feira, 28 de abril de 2015

Hora da Chefe: Hambúrguer à moda da Ti Albertina

A Queima aproxima-se e com ela as noites de farra e os dias a dormir. Cozinhar é utopia e vivemos à base de cereais (cevada) ahahah.

A receita de hoje é óptima para o pós desfile e pré noite, quando queres fugir a sete pés dos restaurantes, não queres perder tempo a cozinhar e os teus amigos colaram-se lá em casa e não queres causar má impressão sem ires à falência

Para arrasares só precisas de fazer...

Pão com queijo!

Ahahahaha Brincadeirinha... Pode não parecer mas é um Hambúrguer

1º Passo: Grelhar os hambúrgueres

2º Passo: Em azeite colocar cebolas em meias luas e deixar fazer até ficarem macias e transparentes. Quando estiverem nesta consistência adiciona um fio de mel (não precisas de muito) e envolver na cebola. Reserva.

3º Passo: Em azeite acrescentar alho laminado, adicionar duas mãos cheias de espinafres. Ir salteando até encolherem. Temperar com sal. 

4º Passo: Aos espinafres junta cogumelos (se forem frescos é bónus) até que estes também comecem a encolher o seu tamanho.

5º Passo: Montar o hambúrguer. Na base do pão colocar os espinafres com cogumelos, por cima desta mistura a cebola caramelizada, o hambúrguer grelhado e uma fatia de queijo.

6º Passo: Adicionar um ovo a cavalo, ou então se não comes fritos como eu, podes passar um pequeno recipiente próprio de ir ao microondas por água, partir o ovo para lá e levar ao microondas por menos de 50 segundos, tapado com aquela tampa que costuma vir com o microondas.

7º Passo: Colocar o ovo em cima do queijo e fechar o pão e servir neste aspecto mais rústico.

Acredita super barato e foge do típico hambúrguer. 

Eu e o homem cá de casa estamos numa de inventar o hambúrguer ideal e este aproximou-se muito dele. Quer dizer o ideal é a função de ambos, o dele também era delicioso e menos trabalhoso, hambúrguer grelhado em pão de hambúrguer, bacon grelhado (ou frito na sua própria gordura), cogumelos salteados, queijo e cebola roxa caramelizada.

Vais reproduzir?
Qual dos dois?

segunda-feira, 27 de abril de 2015

No poupar está o ganho: Lavandarias self service


Já estamos habituados a ver as lavandarias Self Service nos filmes dos EUA, mas esta moda só à pouco tempo começou a chegar a Portugal e só bem recentemente é que invadiu o território português. Estas prometem poupança de 40% a 60% em relação ao uso doméstico, uma vez que permitem poupar nos detergentes, amaciadores, desinfetantes, água, luz, basicamente em tudo menos no tempo que tens que ficar à espera, enquanto em casa podias ir fazendo outros deveres domésticos. No entanto, eles disponibilizam internet grátis, pastelaria, revistas e às vezes até livros o que te permite entreter enquanto a máquina lava a tua roupa.

No entanto, decidi fazer o teste. Não o teste de estar um mês a lavar a roupa na lavandaria Self Service em vez de em casa e comparar os gastos com o mês anterior onde lavei a roupa sempre em casa, mas o teste de refletir sobre se realmente compensa.

Em casa não é fácil contabilizar os gastos com água e luz ao certo, uma embalagem de detergente, amaciador, tira nódoas e assim duram para aí 3 a 4 meses. Nestas coisinhas temos um gasto total de:

Liquido de lavar roupa = 4,99€

Amaciador = 1,53€

Tira Nódoas = 1,99



Total = 8,51€

Preços de referência da marca branca Continente (não, não é publicidade).

Por mês dá um gasto aproximado de 2,84€, logo 0,36€ por lavagem se admitir uma vez por semana duas máquinas (roupa branca e roupa de cor). Num total anual nestas coisinhas gasto:

8,51€ x 4 = 34,04€

Relativamente à luz e água eu não pago muito e só faço máquinas no período vazio do bi-horário e por isso já poupo algum. Seco sempre ao ar livre ou em casa como der, poupando aí também.

Nas lavandarias Self Service cada máquina custa 4,20€ (tendo como ponto de referência a de Viseu). Se fizermos 4 máquinas num mês (uma por semana) dá:

4,20€ x 4 = 16,80€

A este valor acrescenta 1,30€ por máquina de secar roupa.

1,30€ x 4 = 5,20€

Por mês, se fizeres uma maquina por semana gastas um total mensal de:

16,80€ + 5,20€ = 22,00€



Devo, no entanto, chamar a atenção que cada máquina tem 8kg e nem todas as semanas temos roupa suficiente para encher. Assim, supomos que fazemos uma maquina de 8kg de 15 em 15 dias, temos um gasto anual de:

22€ x 6 = 132€

Este valor foi obtido com o total de 4 máquinas por mês mas em vez de fazer as contas para um ano, faço por meio ano que dá 2 máquinas por mês. Acaba por compensar se ainda tiveres que comprar uma máquina de lavar roupa que ultrapassa este valor (embora dure mais do que um ano).

Devo também chamar a atenção que com cartão para fidelizar clientes consegues algumas promoções ficando a máquina por 3,90€ em vez dos 4,20€. Contudo, não sei se é politica de todas as lavandarias Self Service.

Achas que a promessa de poupança ente 40% a 60% é verídica? 

No entanto, devo salientar a importância destas para lavar edredões e roupa de cama e para secar as mesmas no Inverno, o que dá muito jeito.

Vais aderir a esta moda?

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Sabes o que andas comer? Pão de forma


Há alguns anos atrás, havia um ser no meu trabalho que tinha o quadruplo da minha idade e o triplo da minha energia. Já devia estar na reforma e ainda estava ali hirto e firme a fazer trabalhos de grande esforço físico sem grandes dificuldades. Não resisti a questioná-lo sobre qual era o segredo da sua "juventude" e ele respondeu-me que era o cogumelo do tempo (brincadeirinha...). Disse-me não jantava e não comia nada com muitos "E's", exemplificando com o pão de forma como um dos alimentos com mais "E's" a aniquilar de qualquer alimentação.

Não sei se morava sozinho ou não, mas se há coisa que a pessoa domina quando vai morar sozinha é sobre pão de forma. Conseguimos ao primeiro paladar descodificar a marca, o preço e o sítio onde foi adquirido.

Voltemos à história dos "E's" que não sei se ficou bem esclarecida. Vamos ver os ingredientes do pão de forma da marca "Continente" (a titulo de exemplo) e depois a sua informação nutricional.

Ingredientes: Farinha de trigo, água, levedura, açúcar, óleo vegetal de girassol, sal, emulsionantes (E472, E471 e E481), conservantes (E282 e E200), vinagre, regulador de acidez (E341), farinha de soja e agente de tratamento de farinha (E300). Pode conter vestígios de leite e sementes de sesámo.



A escolha de um bom pão tem a sua ciência, devemos evitar a farinha branca e privilegiar os cereais integrais (aveia, centeio, trigo integral e linhaça) e se possível fugir do glúten. No entanto, é preciso ter atenção ao pão integral porque em Portugal não tiram as cascas dos cereais e como tal estas podem ter pesticidas, irritar os teus intestinos e prejudicar a tua saúde.

Benefícios do pão de forma

Se o pão for integral, é rico em fibras e ajuda a regular o funcionamento intestinal, ao mesmo tempo que te mantém saciada por mais tempo.
O facto de ter vitamina B1 vai promover a nutrição celular e consequentemente melhorar o funcionamento dos músculos e do Sistema Nervoso sendo por isso recomendado antes do exercício físico, até porque é uma fonte de energia. 
Por fim, previne o envelhecimento precoce devido a ter na sua composição vitamina B2.

Malefícios do pão de forma

Ainda estou para conhecer o ser que anda a espalhar má propaganda sobre o pão e jurar por aí que ele faz mal à saúde (e depois vou matá-lo). Segundo estes seres insensíveis o pão incha a tua barriga (vá com esta tenho que concordar, eu não sou gorda só estou inchada porque comi pão! certo?). Engorda? Sobre isto já ouvi teorias como: "o pão não engorda, engorda o que metes dentro do pão" ou "o pão não engorda, quem engordas és tu!", ok, o pão tem carboidratos logo em demasia pode ajudar a engordar.

Para os celíacos o pão pode ser uma bomba devido à quantidade de glúten que tem, podendo ainda nas pessoas mais sensíveis favorecer a obstipação, rinite, asma, artrite, dematrite e ainda aumentar a ansiedade e a depressão... Como podem acusar o pão de todos os males do mundo? Vá, vou deixar de ser a advogada do pão e continuar.

O pão tem muito açúcar refinado, o que eleva a glicémia, reduz a insulina e favorece as doenças inflamatórias.

O pão integral liberta ácidos gordos na sua fermentação o que provoca gases e consequentemente pode irritar o teu cólon.

O truque é ires variando o pão e recorrer a receitas mais alternativas, ou então fazer o teu próprio pão. Também és louca(o) por pão como eu?

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Dizem por aí que se usa: Blusão de ganga

O blusão de ganga tem influência dos anos 80 e tem sofrido muitas alterações desde dos modelos mais cintados e claros, aos direitos desbotados. A verdade é que todas as mulheres e homens têm ou já tiveram um no seu guarda fatos.

Usam-se com corte a direito, com mangas dobradas, mais curtos, podendo até ser boyfriend (se o teu namorado não o usar rouba-o - A incentivar a prática criminosa, que vergonha!),



A sua versatilidade permite que seja usado nas diversas estações do ano, no entanto, no Inverno deve ser reservado para as temperaturas mais amenas. Pode ser conjugado com coletes de pêlo, com pele fake, couro, malhas e demais tecidos para te aquecer. É o aliado ideal para fazer camadas de roupa e te aqueceres e como tendencialmente no Inverno nos vestimos com cores mais escuras, ajuda a criar um ponto de luz (se for ganga clara).


No entanto é na meia estação que o blusão de ganga é rei, agora mais do que nunca devido à tendência de jeans sob jeans. Mas não ficamos por aqui, um blusão de ganga fica bem com todos os tecidos e todo o tipo de peças: vestidos, calças, saias, calções, leggings... rejuvenescendo qualquer conjunto e tornando-o mais casual e confortável.


No Verão para os dias com uma aragem mais fresquinha torna-se super recomendável porque tendemos a vestir com menos formalidade e como tal o blusão de ganga ajuda ao efeito. Como vês nas imagens usa-se com as mangas arregaçadas e fica muito bem com estampas, desde as florais às animal print, nunca te comprometendo.


Eu sou viciada e adoro, uso preferencialmente com leggings e vestidos, mas também gosto de o usar com calças de ganga mesmo que seja de uma cor semelhante como se fosse um fato, tenho apenas o cuidado de a blusa ser mais compridita e evite que o casaco toque nas calças.

Já tens o teu?

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Um pequeno almoço por dia, não sabes o bem que te fazia

Há uma semana atrás desafiei-me na página do blog a trocar os cereais do pequeno almoço por opções diferentes, saudáveis e sobretudo fáceis e rápidas de fazer e agora eu estou aqui a sugerir-te um cardápio.

Se és daquelas que tens falta de imaginação (senta-te e junta-te aí ao clube) e de manhã meio zombie tudo o que queres é não ter trabalho, então estas opções são para ti.

Segunda


Aqui está uma opção super fácil de fazer, rápida, saudável e nutritiva. Na base coloquei muesli com alguns frutos secos, um iogurte natural que no top é adocicado com mel e enriquecido com nozes. É uma boa opção para adicionar as nozes à tua alimentação e assim prevenir os diabetes tipo 2, fadiga, cansaço físico, problemas cardíacos e problemas ao nível do sistema nervoso, o que o torna, também, excelente para consumir antes do exercício físico.

Terça


Mais uma opção de frasquinho, com aveia adormecida (não precisa ser cozinhada), banana, sementes de chia e novamente o Muesli com frutos secos. Esta é uma boa opção, fresquinha e que pode (e deve) ser preparada no dia anterior. De manhã é só acordar, pegar no teu frasquinho e desfrutar.
Para preparar coloca aveia e banana, cobre ambas com leite e sementes de chia, polvilha com o muesli, fecha e leva para o frigorífico.
No dia seguinte, tens uma substância gelatinosa, cremosa e recheada de benefícios para a tua saúde.

Quarta


Saímos dos frasquinhos e vamos para a fruta. Banana esmagada polvilhada com canela e acompanhada com iogurte e calda (doce) de frutos vermelhos (para o adocicar). Podias comer um iogurte e uma banana e já estava, sim podias, mas não era tão delicioso.

Quinta


Como é que maçãs em meia lua e manteiga de amendoim, polvilhados com raspas de chocolate negro pode ser tão bom? Sim, é muito bom e saudável, não acreditas? Confere aqui. A ideia é ires comendo como se fosse um fondue na manteiga de amendoim, enquanto lês o Socorro Vou Morar Sozinha no telemóvel.

Sexta


Papinha de aveia quentinha e reconfortante com Nutella e manteiga de amendoim polvilhada com raspas de coco.
Cobre duas colheres de sopa de aveia com leite (por acaso usei bebida de aveia), uma colher de café de Nutella e outra de café com manteiga de amendoim. Leva ao microondas por 2 minutos e vai interrompendo para mexer e certifica-te que quer o chocolate quer a manteiga de amendoim derreteram. 

Para o fim de semana podes caprichar num pequeno almoço que venda saúde ou algo mais trabalhoso, mas igualmente delicioso como uma panqueca light.

Estava a pensar em sugerir mais opções de frasquinhos, alinhas?
Que achaste destas opções?

terça-feira, 21 de abril de 2015

O que (ainda) não aprendi a morar Sozinha


Foi logo nos meus primeiros post's que fiz uma listinha de 25 coisas que só aprendes depois de morares sozinha(o). Claro que há mais... mas mesmo depois de morar sozinha há um conjunto de coisas que ainda não aprendi a fazer e toda a gente já sabe. Parece que sou de uma espécie estranha, única no mundo, porque não sei fazer essas mesmas coisas.

1. É verdade, confesso, eu não sei temperar salada e não percebo porquê. Ou fica demasiado vinagrenta, ou sem vinagre, ou salgada ao ponto das pedras de sal entrarem entre os dentes, ou sem sabor ao ponto de desistir e não querer saber da salada para nada. Ou então fica de plantão à espera que o homem cá de casa a tempere.

2. Meter os legumes que gostas partidos aos bocadinhos, tapa-los com água e no final depois de triturados com a varinha mágica adicionar um pouquinho de sal e azeite. Esta receita é te familiar? Pois a teoria para mim é fácil, agora na hora da prática fazer sopa revelou-se um verdadeiro pesadelo. Acredita, já fiz sopas dignas de fazer inveja a ótimas sobremesas, cremozinhas, doces e coloridas...

3. Ainda não aprendi a fórmula mágica para matar os bichos. Parece que quando vamos morar sozinhas todos os bichos são mutantes, ia jurar que aquela aranha tinha mais patas do que as que apareciam lá em casa dos meus pais. E as traças? O triplo do tamanho.

4. Quando temos visitas e elas vão embora e ficamos sozinha(o)s começam os barulhos paranormais. Ainda, não descobri a sua origem.

5. Ainda não encontrei o duende que adotei sem querer, este multiplica a loiça e a roupa suja, sim porque esta multiplicação não é fruto dos meus poderes especiais.... Hum...suspeito que anda por aí escondido algum duende que está na origem disto.

6. Ainda não aprendi a lavar roupa sem que ela fique toda vincada e encorrilhada. E depois lá estou eu, no domingo à noite, a ver "Dança com as Estrelas", "Casa dos segredos" enquanto passo a roupa. A única coisa que alivia esta dor é saber que 70% das pessoas que moram sozinhas estão comigo.

7. Ainda não aprendi a fórmula científica para lavar a roupa perfeita e tirar aquelas nódoas super, mega, hiper difíceis que antes desapareciam como por magia. Já agora a clara de ovo tira-se com pó talco e com água com sal, sabias? 

8. Não aprendi como deixar a casa limpa e organizada durante dias a fio. Ainda de manhã a limpei e de tarde já está a ganhar pó.

9. Confesso que tenho sérias dificuldades em cozinhar sem sujar o fogão. Um dia vou aprender a cozinhar e deixar o fogão impecável para ter menos trabalho na hora de arrumar a cozinha.

10. Ainda não desenvolvi o dom de fazer sobrar dinheiro no fim do mês! Por mais organizada que seja, isso não acontece.

Agora é a tua vez de admitir os teus pontos fracos.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Hora da Chefe: Folhado de espinafres e queijo brie


Admite lá que estavas ansiosamente à espera da segunda feira na esperança que saísse a receitinha da semana?! Pois é, não te podia desiludir e quando digo que não podia, quero dizer que não podia mesmo...e por isso a receita de hoje é ma-ra-vi-lho-sa! Eu sei que digo sempre isto, mas desta vez é (também) a sério.

Já sabes como é com as receitas que aparecem por aqui, baratinhas, fáceis, até 30 minutos de confecção e de deixar água na boca.

1º Passo: Refogar cebola, alho em azeite

2º Passo: Adicionar uma lata das pequenas de cogumelos.

3º Passo: Adicionar uma saca de espinafres pré preparados. Quando murcharem adicionar meia colher de queijo fresco de barrar. Este passo é opcional, só o fiz porque o tinha no frigorífico a estragar.

4º Passo: Dispor sob a massa folhada no centro este preparado. 

5º Passo: Meter  queijo brie em fatias sob o preparado.

6º Passo: Como a massa é redonda, faz alguns cortes na lateral.

7º Passo: Tapar o preparado com estas linhas que fizeste (não é preciso serem perfeitas) primeiro de um lado, depois do outro até terminarem. Depois com o sobra faz como se fosse uma prenda. Desenrasca-te, o importante é que fique tudo tapadinho.

8º Passo: Polvilhar com sementes de chia para ficar bonito e adicionar os benefícios associados a elas.

9º Passo: Bater um ovo e pincelar a tua refeição. Leva ao forno a 200º entre 10 a 15 minutos. Depende do forno, presta atenção.

10º Passo: Servir com salada e desfrutar



Gostaste desta receitinha?
Vais provar?

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Sabes o que andas a comer? Brócolos


Se segues a página do blog e os menus que vou publicando semanalmente, deves ter reparado que a semana passada foi dedicada aos brócolos. E dei comigo a pensar "eh pah devo andar cheia de saúde!" e de facto a couve brócolos não apresenta qualquer contra indicação para a saúde e recomenda-se devido a todos os seus benefícios.

Estes benefícios são fruto das suas propriedades nutricionais, visto que tem ácido fólico, antioxidantes, fibras, cálcio (muito cálcio - há quem diga que é um bom substituto do leite), vitaminas A e C e quando cozidos vitamina B9. Para ilustrar os mesmos, vamos dar uma vista de olhos às informações que retirei da internet.


Benefícios dos Brócolos

Esta couve é uma protetora do coração, devido ao papel desempenhado na regulação da pressão sanguínea previne e ajuda no tratamento da anemia. 

Contribui significativamente para a melhoria do funcionamento do intestino e segundo a Cancer Prevention Research ajuda a evitar o progresso da doença de Crohn.

Os brócolos foram alvo de estudos por diversas entidades que se debruçaram sobre as suas vantagens. Enquanto a US National Institut on Aging destacou a sua importância para um cérebro saudável com o avançar da idade, a Universidade Hookins - EUA salientou o seu papel na proteção dos pulmões.
As mulheres são quem mais beneficiam com o consumo de brócolos, enquanto grávidas eles promovem uma gravidez saudável devido ao ácido fólico, ajudam na dieta por terem baixas calorias (e não é que os homens não a façam), ajudam a prevenir o cancro no aparelho reprodutor e garantem uns ossos mais saudáveis.

Por fim os brócolos são nossos aliados nestas mudanças do tempo porque o zinco reforça a nossa imunidade, a vitamina C previne e cura as gripes e porque regula a insulina e açúcar no sangue controlando os diabetes.


E tu? Comes muitos brócolos nas tuas refeições?