sexta-feira, 15 de maio de 2015

Sabes o que andas a comer? Cereais matinais

Estamos farta(o)s de saber que quando queremos fazer dieta os cereais matinais são os teus aliados devido à grande quantidade de fibras, trigo e vitaminas. O que não sabemos é que o trigo não é tão amigo do nosso organismo como espalham por aí e que pode até ter consequências indesejáveis no nosso corpo e que estes cereais têm grandes quantidades de açúcar.

Se reparares, na maioria dos cereais a embalagem mudou e foi acrescentada, no caso da Nestlé, uma faixa verde que certifica que estes são feitos com trigo integral. Isto não foi feito à toa, porque as vantagens deste cereais apenas se verificam se forem integrais. Estes têm o farelo (casca), endosperma que é onde se concentra a fonte de energia e os carboidratos) e o gérmen (semente) que disponibiliza os minerais, vitaminas, antioxidantes e fitonutrientes. Se os cereais integrais têm vitamina E, Complexo B e minerais como selénio, zinco, cobre, ferro, magnésio, fosforo e fibras, quando processados em farinha branca perdem a parte exterior e consequentemente 80% das suas fibras.

Baseei-me nos cereais de frutos vermelhos da marca Kellogg's Special K na apresentação dos seguintes ingredientes e informações nutricionais:

Ingredientes: Arroz (43%), trigo integral (31%), açúcar, cevada (7,5%), farinha de malte de cevada, frutas vermelhas liofilizadas (5%) (framboesa, morangos, cerejas), farinha de malte cevada e sal.

Benefícios dos cereais

Concentrei-me principalmente no trigo enquanto cereal principal (apesar de neste caso ser o arroz), o trigo promete reduzir o colesterol devido a acção do Ômega 3 e reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

Devido ao alto teor de fibra, aumenta a saciedade, ajudando deste modo a perder peso, reduz o risco de cancro (intestino e estômago), melhora o funcionamento intestinal e com os antioxidantes mantém as células do corpo hidratadas, mantendo a pele saudável, reduz as toxinas do corpo, fortalece o sistema imunológico e combate o envelhecimento precoce.

Produz baixos níveis de glicoce (menor resposta da insulina e consequentemente diminuição do peso), espanta a insónia e ansiedade, aumenta a concentração, controla os diabetes segundo a Universidade do Hawai - Sociedade Americana de Nutrição. Não nos podemos esquecer que segundo a listagem dos ingredientes, o açúcar apresenta-se em terceiro lugar, o que é uma grande quantidade nociva à saúde e se virmos bem tem mais açúcar do que fibras.

Maléficos dos cereais

William Davis é o grande protagonista na luta contra o trigo, sendo cabeça de cartaz dos manifestos contra o seu consumo contradizendo muitas vantagens numeradas anteriormente. Acusa inclusive o trigo de ser a principal causa da obesidade nas sociedades ocidentais. 

Segundo ele, basta deixar de consumir trigo para notar efeitos a nível da asma, artrite e perda de peso até 30 quilos em 6 meses.  Isto porque o trigo consumido em forma de farinha branca pode gerar compulsão alimentar porque esta não promove a saciedade e eleva o açúcar no sangue.

E se anteriormente falei de como é benéfico para o aparelho digestivo, há quem contradiga e informe que faz com que o refluxo ácido provocado vá irritar o intestino. 

Por fim, o trigo ainda é acusado de inchar as pernas e provocar enxaqueca e como tal deve deixar de ser consumido para quem sofre destes males. Depois o óbvio, os celíacos ou intolerantes ao gluten devem fugir dele a sete pés.

Sabias?

2 comentários:

  1. Pois eu não troco a minha aveia com iogurte por nada!

    ResponderEliminar
  2. Olá Marta, como vimos no posto reservado à aveia ela faz mesmo muito bem ;) bjinhos

    ResponderEliminar