terça-feira, 30 de junho de 2015

Hora da Chefe: Massa de marisco

Heyyyyy mais uma receita praticamente instantânea, em 20 minutos está deliciosamente pronta. Que mais podes pedir?


1º Passo: Fazer um refogado de cebola, alho, azeite e uma folhinha de louro. Quando a cebola estiver macia e transparente adiciona tomate picado.

2º Passo: Deixar cozinhar por 3 minutinhos. Adicionar o marisco (congelado) que demora mais a fazer (entenda-se, tudo menos as delícias do mar). Temperar com gengibre, oregãos, piri piri, sal e um poucochinho de pimentão doce (colorau).

3º Passo: Cobrir com água até que esta ferva. Quando ferver acrescentar massa colorida e as delícias do mar.

4º Passo: Servir e comentar se gostaste.

E é só isto, mais fácil é impossível!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Socorro tenho um piquenique

Com o verão um piquenique numa tarde de fim de semana, com um bom menu e muito convívio é bastante agradável. Para quem se quer aventurar neste programa vou propor 3 look's confortáveis, giros e fresquinhos.


As calças de tecido são óptimas se vais para o "campo" e queres proteger as pernas das plantas que te arranham, das mordidelas da bicharada e até de uma depilação por fazer. Elas não te aquecem em demasia, não prendem os movimentos e protegem-te de uma possível aragem mais fresquinha.

Claro que os braços querem-se à mostra e fresquinhos e nada melhor do que uma t-shirt de algodão para isso. Aqui tens um exemplo de como conjugar padrões.

Nos pés, claro que apostei em calçado raso, sem saltos. O cabelo apanhado de uma maneira mais original, bonita, e com menor probabilidade de se soltar, ao mesmo tempo que te mantém fresquinha se tiver calor e tira o cabelo do rosto.


O maquinho é uma boa opção para não estares preocupada em mostrar demasiado, já que possivelmente vais estar sentada no chão, deixa as pernas de fora para bronzear, não perdes tempo a pensar no que vais vestir, com uma só peça já estás pronta.

Ténis desportivos para permitir fazeres os movimentos que te apetecer, dar uma caminhada, estares confortável.

Depois enriquece o conjunto com pormenores no cabelo, com um relógio ou um ou outro acessório.



Mas se és mais tradicional, aposta nos clássicos calções de ganga com uma camisola mais gira e na moda, como é o caso da proposta apresentada que é amarela (cor muito em voga nesta primavera/verão) e tem os ombros à mostra num estilo mais boémio.

Os ténis é que vão dar todo o charme ao conjunto, sendo um pormenor engraçado.

Podes usar o cabelo solto com um chapéu de palha que condiz tanto com piquenique.

Qual é o teu preferido?

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Produtinho Estrela: Pó Talco

Certo, já não é a primeira vez que falo das maravilhas do pó talco nos diversos truques que vou partilhando pelo blog. Mas admitemos que já fazia falta um post que os reúnisse todos num só.

1. Cabelo Sujo

Tens que sair de repente, tens o cabelo sujo e o teu shampoo seco terminou... Não stresses, coloca pó talco nas tuas raízes e depois de o tirares tens o cabelo sem oleosidade, com aspecto limpo, raiz solta e que dá para "remediar" nessa saída.

2. Pestanas XXL

Esta é fácil, só precisas de "mergulhar" um cotonete em pó talco e aplicá-lo nas pestanas depois da primeira camada de máscara e antes da segunda. 

3. Bye bye transpiração

Recorre ao pó talco para as zonas que transpiras mais e evitas que tal volte acontecer, por exemplo no soutien, nas meias...

4. Shooo gordura

Cai gordura na roupa, calçado ou tapete, tapa a mesma com pó talco que vai ajudar com a nódoa.

5. Protector de maquilhagem

Tens a maquilhagem do dia boa e aproveitável e só precisas de caprichar mais um bocadinho na sombra dos olhos para saíres à noite. Coloca uma camada de pó talco por baixo dos olhos e depois retira quando terminares. Isto vai ajudar com o facto de se as sombras esfarelarem, sirva de protector e impeça de manchar o teu corrector.

6. Boca resistente

Queres transformar o teu batom em mate? Passa uma camada de pó talco sobre ele. Vai fazer também com que pare de transferir.

7. Sem dor

Usa pó talco nas zonas que vais depilar com a máquina ou cera. Vai ajudar a suportares a dor.

8. Adaptador de sapatos

Espalha sobre a superfície interior de um sapato para que este fique mais macio.

9. Evita odores

Nos sapatos, sapatilhas e nos pés se tens tendência a suar dos mesmos.

Vais recorrer a estes truques?

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Sabes o que andas a comer? Canela

A canela é uma especiaria muito pouco valorizada, mas que tem propriedades bastante benéficas para a saúde. Se no natal é rainha, durante o ano é muitas vezes esquecida apesar de poder ser consumida de diversas formas como por exemplo no chá ou no leite.

As informações nutricionais que retirei da internet são as seguintes:

Benefícios para a saúde

A canela aumenta a tua temperatura corporal o que é excelente quando o objetivo é perder peso de uma forma rápida. Previne o armazenamento da gordura e a transformação do açúcar em gordura e diminui o apetite. Ao mesmo tempo, ajuda na digestão e melhora os transtornos digestivos como gases, problemas espasmódicos e diarreia, sendo um bom anti inflamatório.

Por ser um antioxidante natural é um bom aliado para diminuir o risco de doenças cardíacas, dores no peito e combate também o colesterol prevenindo deste modo doenças associadas a ele.

Uma Universidade da Alemanha concluiu num dos seus estudos que a canela ajuda a aumentar em 60% a função cognitiva e a memória. É importante referir que a canela alivia enxaquecas e dores de cabeça, problemas renais, sintomas relacionados com dores de artrite e em 75% a cólica menstrual.

Por fim é um expectorante natural que combate infecções das vias respiratórias, diminui a fadiga, combate o enfraquecimento dos fios do cabelo e quando consumida com leite morno antes de dormir ajuda a ter uma boa noite de sono.

Malefícios para a saúde

Muitas são as que recorrem à canela em forma de óleo para combater infecções cutâneas, mas se este não for diluído em água pode provocar queimaduras, irritações e até alergias.

Pode ser um aliado para quem sofre do síndrome do cólon irritado ou úlceras mas quando consumida em demasia pode provocar danos na parede intestinal. Em excesso nas crianças pode favorecer a sua intoxicação.

Não pode ser consumida juntamente com medicamentos anticoagulantes, pois sendo ela um anticoagulante natural pode promover a perda de sangue excessiva durante a menstruação, por exemplo.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Séries que não me convenceram

Já prometi por estes lados falar de algumas séries que não me convenceram... não é porque não tenham qualidade, nem porque o argumento não presta, apenas há um ou outro pormenor que não me convenceu a assistir e acompanhar. Por isso se és fã de qualquer uma delas não te chateis, volta amanhã que há mais sobre outro assunto qualquer.

House






Quem é que não conhece o Dr. House? Esta é uma série hospitalar constituída por 8 temporadas que se prolongaram desde 2004 até 2012 com uma média de 20 episódios com uma duração prevista de 44 minutos por cada um. Considerada um drama e um mistério cotado por 8,9 em 10 pelo IMDB.

A personagem do Dr. House é bastante carismática e peculiar e torna-se por isso o protagonista de toda a trama com um centralismo quase egocêntrico. Vi aproximadamente 10 episódios de várias temporadas e tentei inclusive levar a série seguidinha desde o primeiro ao ultimo episódio, mas não consegui. Na minha opinião é uma série parada, que não prende nem atiça a minha curiosidade para saber o que se passa, a fotografia é discutível mas a banda sonora interessante.

Almost Human




Esta não me convenceu a mim e aparentemente não convenceu toda uma panóplia de pessoas visto que não passou da primeira temporada estreada em 2013. Esta é uma série de acção, crime e drama que ocorre num futuro longínquo onde o corpo da segurança publica fica à responsabilidade de duplas constituídas por um humano e um robot policia.

Nesta série o detective Kennex fica com um robot de uma geração ultrapassada, mais próxima das emoções e limitações humanas e com ele combate o crime. Vi 3 ou 4 episódios e depois desisti, eu não sou fã de ficção cientifica é certo, mas não foi tanto por aí que não me entusiasmou. Não gostei da representação que não chegou aos padrões da razoabilidade, não gostei da sequência da história nem a encenação pouco realista de algumas cenas.

Orange is the new black


Ouvi tanta gente a recomendar esta série que se calhar criei expectativas demasiado altas que posteriormente me desiludiram. Piper no seu passado manteve uma relação lésbica com Alex que a levou por caminhos mais chatos que se reflectiram no seu presente. Piper foi presa e é no contexto prisional que se desenrola toda a trama.

Esta série já conta com 4 temporadas com 13 episódios cada com a duração prevista de 55 minutos caracterizados por serem comédia, crime e drama. Há cenas chocantes, mas o que não me prende mesmo são as actrizes escolhidas e a representação das mesmas. A própria qualidade da fotografia é duvidosa com predomínio do azul e claro um figurino pobre por razões óbvias.

Conheces alguma? Segues?
Concordas comigo?



terça-feira, 23 de junho de 2015

Dizem por aí que se usa: leggings

Vamos lá admitir, esta peça não podia faltar por estas bandas. Quem não é fã de leggings, não sabe o que é conforto.

Elas são super usáveis, confortáveis, versáteis, confortáveis, estilosas, confortáveis e capazes de se adaptarem a qualquer ocasião quando conjugadas da maneira certa. Vá, não se entusiasmem e não apareçam no próximo casamento de leggings...mas...usa o teu bom senso!


Vamos começar com o óbvio. Acordamos, está um gelo lá fora, chove e ainda temos um longo dia pela frente. Outfit do dia? Pijama? Não.... mas algo igualmente confortável, quentinho e que abrace o nosso corpo de modo a manter a sensação que estamos nas nuvens... leggings.

A parte difícil é fugir dos look's demasiados desportistas e optar por um que emane estilo. Truque?  Botas de cano alto, botins e  acessórios como golas, lenços, colares, relógios... e foge a sete pés dos ténis. 

Também é importante considerar o tecido, quanto mais ar de fato-treino tiver, mais curta for, mais parece que vamos para o ginásio. O mesmo efeito acontece com as leggings cinza. Pelo seguro aposta em cores escuras.


Nas estações intermédias, isto é, Outono e Primavera, as leggings são perfeitamente usáveis e facilmente conjugáveis.

Deves sempre conjugá-las com camisolas (malha), camisetas (t-shirts), blusas mais largas e que tapem o quadril. Se fores trabalhar, conjuga uma blusa com um blazer cintado e tens um look semi formal para criares uma boa impressão. Em momento algum uses crop tops com leggings ou peças demasiado justas, podes querer que te julguem como gostosona mas podem achar-te vulgar e nós não queremos isso.

Para alongar a figura já sabes, sapatos da cor dos leggings ou nude.

Não há truque melhor para disfarçar a celulite do que escolheres um tamanho adequado,  cores escuras e optares por leggings estampados que a atenção vai-se concentrar no padrão e não tanto na pele casca de laranja. Pelo sim, pelo não quando escolheres umas leggins de padrão, escolhe uma peça lisa, a não ser que sejas profissional a conjugar padrões.



Quem faz deslizar o ponteiro da balança também se pode lançar nas leggings. As regras são as mesmas, equilibra o look com camisola mais larguita e foge das leggings claras que deixam ver demasiado. Volto a salientar a importância de escolheres o tamanho certo, porque o elástico ao ser esticado pode revelar algumas transparências indesejáveis, atenção que estas tendem a aparecer com o tempo.

A escolha da roupa interior, como em tudo, é bastante importante, escolhe cuequinhas sem costuras, da cor da pele ou das leggings e que passem despercebidas nos vários movimentos.

Por fim, cuidado com o comprimento das leggings quando estas terminam em cima do tornozelo, porque vão achatar a tua figura e engordar uns quilinhos (claro que não te engorda, dá a impressão de...). Quando compridas até ao calcanhar vão adelgaçar a figura e alongar a silhueta.

Já tens as tuas?

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Hora da Chefe: Massa com tiras de potas

É raro aparecer por aqui receitas de peixe e isso é sinónimo que alguma coisa tem que mudar hahahah. Não é peixe, peixe mas acho que as potas podem ser consideradas peixe, não? Que achas?


Esta receita é tão fácil, mas tão fácil que é mesmo ideal para quem vai morar sozinha (o). Devo alertar que faltam cogumelos que me esqueci de meter, mas levava.

1º Passo: Fazer um refogado com cebola, alho e azeite. Deixar amaciar a primeira.

2º Passo: Adicionar as potas cortadas em cubos e a couve lombarda em tiras.

3º Passo: Adicionar tomate picado.

4º Passo: Temperar com sal, pimenta ou piri piri, gengibre e um bocadinho de pimentão doce (colorau). Adicionar água e deixar ferver.

5º Passo: Quando a água ferver adiciona o esparguete e deixa cozer.

6º Passo: Quando o esparguete estiver cozido é porque está pronto.

Tens que provar por ser tão fácil.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Ganha tempo e anos de vida

Se há coisa que nos atrasa no dia a dia é estar a procurar aquela camisola que queres vestir, aquela sombra que tem a embalagem preta e um armário que parece que teve um furacão preso no seu interior, o que aumenta drasticamente os teus níveis de stress e mau humor. 
Aqui vou apresentar alguns truques que me inspiraram e quem sabe se não te inspiram a facilitar a vida no dia a dia, e a ganhar espaço.

1. Detergentes de limpeza

Os meus estão no armário debaixo da banca da cozinha, sempre caídos lá para o meio em cima uns dos outros e chega um momento da nossa vida em que não sabemos o que é o que... Para terminar com este caos basta usar aquelas coisas de pendurar para guardar calçado sabes? Que vende nos chineses? E mete os detergentes lá dentro.
Ou então coloca um cano da horizontal do armário e recorre aquela prega para fazer sair o produto para os pendurares.

Imagem retirada da internet
2. Guardar bolas na garagem

Quem foi delegado de turma e teve como tarefa ir buscar as bolas à sala de arrumos do ginásio da escola para as levar para o campo já deve ter visto esta dica. Em vez de recorreres às redes que têm sempre buracos por onde as bolas fogem, entala as bolas contra a parede na vertical e segura-las com elásticos presos por grampos em ambas as extremidades.

3. Gavetas organizadas

Usa caixas de ovos para criar divisórias.

4. Gavetas de roupa organizadas

Organiza as camisolas na vertical em vez de na horizontal, poupas espaço e ainda tens todas as peças disponíveis visualmente não ficando esquecidas no fundo da gaveta.

5. Superfícies com ímanes

Ajudam a organizar latas, maquilhagem, facas que estão sempre a mão e não precisamos de procurar.

6. Cestos

Estes são óptimos para organizar o frigorífico, as toalhas, roupa da estação passada, a despensa e tudo mais que não uses.

Imagem retirada da internet
7. Fios eléctricos organizados

Para organizar os fios podes recorrer a fita cola. Cortas um pedaço e numa das extremidades colas o papel com a sua identificação já escrita e a outra extremidade colas no fio. Podes também recorrer a post it's coloridos que distinguem os fios pela cor.

8. Guardar caixas 

Para guardar as caixas que não usas, usa o tecto. Assim não ficam a estorvar, nem a impedir o caminho.

Imagem retirada da internet



9. Cabide

Podes também pendurar uma escada antiga no tecto com ganchos que te vão permitir pendurar roupa, vasos, chaves e tudo o que te apetecer.

10. Guardar aparelhos térmicos

Cola um revisteiro na porta de um armário da tua casa de banho e arruma os aparelhos nele na vertical.

11. Prateleiras power

Usa pequenas prateleiras para criares andares dentro dos armários.

12.  Garrafas

Reutiliza-as usando-as para organizar pulseiras, enfiando-as na sua parte superior.

13.Sapatos

Mantém os sapatos dentro das caixas, tira uma foto e cola-a na respectiva caixa. Assim saberás onde está cada par.

Gostaste destes truques?
Partilha os teus truques!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Sabes o que andas a comer? Cogumelos

Apesar de ter anos de consumo e de existência, só lá para 1950 é que os cogumelos invadiram a alimentação do comum mortal. Até então já foi considerado um presente divino oferecidos pelos Deuses ao faraó no Egipto, ou então consumido pelos guerreiros romanos para terem força e coragem para lutarem na arena.

Aos poucos foi conquistando protagonismo e actualmente aconselha-se o consumo entre 250 a 300g por semana, uma vez que são um fungo com pouca gordura e rico em vitaminas, proteínas, fósforo, vitaminas complexo B, ácido fólico e fibras. E todos os benefícios para a saúde são fruto destes componentes.

Mas antes demais vamos às informações nutricionais que retirei da internet.

Benefícios para a saúde

Devido ao facto de ter ácido fólico o consumo de cogumelos vai ajudar a prevenir doenças cardiovasculares e degenerativas como o Alzheimer.

Ajuda a emagrecer devido à presença de fibra e ao facto de o regular o trânsito intestinal.

O fósforo torna-se fundamental para os nossos ossos e dentes.

Por serem ricos em beta-glucanas, especialmente lentinana tem uma acção preventiva do cancro. Desempenha uma acção antimicrobiana ao eliminar os micro organismos nocivos ao nosso organismo e assim ajuda a melhorar os sintomas do HIV e revigora o nosso sistema imunitário.

É antioxidante, combate os diabetes por baixarem os níveis do açúcar no sangue e é bom para doenças da tiróide, visto que controla as hormonas secretadas por ela.

Malefícios para a saúde

O maior malefício que posso apontar é que podes morrer envenenada se o apanhares sem rigor, exigência e conhecimento. Pelo sim, pelo não compra e assim podes consumir sem medo nem efeitos prejudiciais para a tua saúde.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Dizem por aí que se usa: Macacão

Para hoje temos dicas para usar macacão, macaquinho, jardineiras e afins, um verdadeiro guia de sobrevivência para arrasares com uma só peça.

Quem não gosta deste tipo de peças? São práticas, versáteis, estão na moda e toda a gente pode usar, sem excepções. Ao mesmo tempo que permite conjugar numa só peça várias tendências flare, boca reta, calças pantalona, alfaiataria, jeans sobre jeans e estampados.


A versatilidade desta peça é visível tanto em look's mais formais, como em look's mais informais adequados para o dia a dia.

Podes usar um macacão no trabalho, optando por peças sóbrias, salto  médio e confortável, maxibolsa e um cardigã para não mostrares demasiada pele. Ou numa saída à noite, com peças mais escuras, com brilhos, scarpin, sandálias, bolsa pequena e um colar grande que dê destaque.

Nas ocasiões mais formais aposta no salto alto e por tecidos mais leves e sóbrios que não marquem muito o corpo.



O macacão que está mais em voga é o que tem a cintura mais marcada, com pormenores de brilho, cai-cai (ou "tomara que caia" em português do Brasil) e sem mangas.

Combina-o com peep toe, sandálias anabela ou salto alto, scarpin bico arrendondado, sabrinas com o bico arredondado ou mesmo sandálias rasas.

Se no Inverno podes arrasar com as sobreposições, no Verão os acessórios são reis. Apesar de ser uma peça prática, suficiente para estares bem, acabamos por usá-la sempre da mesma maneira, sem espaço para imaginação e como tal os acessórios são imperativos na hora de alterar o estilo e enriquecer a peça em si.

Se lutas contra a balança por estares uns quilinhos acima do peso, podes escolher um macacão para arrasares, opta, contudo, por peças estruturadas e tons escuros. Se o que realmente te incomoda é o quadril largo, opta por destacar a cintura  com um cinto da cor do tecido, assim vais desviar a atenção do lugar que não queres chamar atenção.

As baixinhas podem tirar o máximo partido desta peça, optando por salto alto da cor das calças, por um macacão mais justinho, onde não sobra muito tecido para não dares a impressão inversa da tua intenção.



O Inverno permite apostar nas sobreposições que além de dar mais estilo ainda ajudam a tirar o melhor partido do teu corpo. Um colete ajuda a marcar a cintura, um casaco aberto alonga a figura. Este deve terminar entre a cintura e o quadril, quando muito curto salienta uma barriguinha a espreitar e quando muito comprido dá a impressão que és mais baixinha.

Opta por cores como o preto (of course), azul marinho, vinho, verde militar, verde musgo, castanho e beges... Estas cores mais sóbrias nunca te deixam ficar mal.

Outro truque, como já mostrei no instagram do blog (socorrovoumorarsozinha) é transformar o macacão numa outra peça, adicionando uma camisola por cima por exemplo.

Já tens o teu?

terça-feira, 16 de junho de 2015

Socorro tenho uma festa religiosa

Já falei aqui do dilema dos casamentos, estes geralmente até são fáceis porque requerem um look sofisticado, onde podes exagerar mais um bocadinho. Agora baptizados e comunhões... esses... não são  tão sofisticados como os casamentos, mas também não são uma missa normal, fica ali no meio termo, não é "carne nem é peixe"... O que torna a tarefa bem mais complicada.

É importante perceberes se é só a cerimonia religiosa ou se tem uma festa posterior. Todos os look´s foram pensados para esta ultima situação, uma festa num restaurante, numa casa ou até ao ar livre, onde se prevê um ambiente mais quentinho, já que as temperaturas estão a subir e há concentração de muita gente.


Para fugir do óbvio, o vestidinho, escolhi um macaquinho mais descontraído que te permite ter liberdade de movimentos e por ser tão fluído, facilmente é confundido com um vestido. Vai haver uma criança que vai precisar de atenção, que brinques com ela, que lhes pegues ao colo e como tal o macaquinho afasta a preocupação de mostrares demasiado.

Como é amarelo torna-o divertido, o que te permite apostar em acessórios mais sóbrios. Como este macaquinho mostra demasiada pele, o que é desaconselhável durante a missa, escolhi um semi-preso para o penteado (o cabelo tapa os ombros) e um blazer para tapar as costas. Já para tapar o decote escolhi este colar mais incorporado.

Para os acessórios escolhi prateado porque não gosto ver dourado com amarelo, só por isso.

É importante evitares grandes decotes, transparências, peças muito justas, muitos brilhos, lantejoulas, peças demasiado curtas. Os padrões florais são permitidos e aconselhados para as convidadas...agora se tens uma posição de destaque como madrinha ou mãe, opta por algo mais sóbrio e em tons pastéis para ficar bonito na fotografia.



Mas claro não podia propor um look em que não houvesse vestido. Este com um padrão delicado, tons pasteis e acessórios mais minimalistas são super aconselhados para as madrinhas ou convidadas mais discretas. O vestido devido ao trabalho superior e às pregas disfarça qualquer amachucado por estares com a criança ao colo. Depois claro, o blazer e o semi-preso para tapar o excesso de pele.

Os sapatos nude dentro do estilo apresentado ficariam melhor para alongar a silhueta, mas se já és alta quebra o romantismo com a proposta apresentada.

É preciso ter em atenção que num baptizado, a mãe e a madrinha vão ter uma posição de destaque, pois vão estar muito tempo em pé e com a criança ao colo o que requer uma escolha confortável e tecidos que não amarrotem facilmente.


Quem é que disse que as calças não são opção? São e ficam muito bem! Só precisas de ter em atenção um tecido ou corte semi-sofisticado e adequado para o evento. Evita gangas, peles, ou estampados demasiado agressivos por trazerem muita informação para o evento em questão.

Apresentei aqui uma alternativa ao blazer, um casaquinho de malha só para tapar os ombros durante a missa e depois podes tirar.

Os apanhados também são permitidos, mas devem ser contudo, bem presos e sem probabilidade de se desfazerem e incomodarem. A maquilhagem quer-se sempre discreta, suave e sóbria.

Os acessórios barulhentos estão proibidos, não devem sair de casa nesse dia.

Qual é o teu preferido?
Concordas?

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Hora da Chefe: Quesadilhas de carne de Vaca

Gostaste da viagem a Sicília? Sim? Que bom! Então já estás preparada(o) para ir para o México, certo? Funciona do mesmo modo.


1º Passo: Fazer um refogado com cebola e azeite e deixar amaciar a primeira.

2º Passo: Adicionar nacos de carne de vaca partidos em bocadinhos pequeninos (lembra-te quando mais pequeninos forem, mais fácil se torna para comer) e tempera-os com sal, pimenta, piri piri e um pouquinho de pimentão doce (colorau). Vai mexendo até que solte algum molhinho.

3º Passo: Enquanto a carne cozinha podes preparar as tortilhas, estas são de milho porque ando a evitar comer tanto trigo (pensava eu, porque na composição destas tortilhas este continuava a predominar...). Podes preparar as tuas ou comprar já feitas, eu comprei!

4º Passo: Quando a carne estiver preparada dispõe a mesma sobre uma tortilha, por cima da carne colocas um pouquinho de queijo fresco de barrar, tomate cru picado e queijo mozarela (optei por queijo magro). Tapa tudo com uma nova tortilha.

5º Passo: Numa frigideira coloca a tua quesadilha ao lume por um bocado e depois vira para o queijo terminar de derreter. Muito provavelmente as "coisas" vão fugir do interior e terás que empurra-las para dentro novamente.

6º Passo: Servir e deliciar-te, que é mesmo muito bom e até é saudável.

Vais experimentar?

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Sabes o que andas a comer? Pipocas

As pipocas são injustiçadas, olhadas com maus olhos quando são um alimento 100% integral e natural sem manipulação humana. O milho é o cereal por excelência desde o tempo dos Maias, Incas e Aztecas e desde aí, é dos mais produzidos para consumo, só na América Latina produzem 5 tipos de milho: da pipoca, o duro, o dentado, o farináceo e o doce.

Ganhou má fama devido às gordurosas pipocas de microondas, essas sim desaconselhadas, e a todos os aditivos que lhe são adicionados: açúcar, manteiga e sal, todos eles inimigos de uma alimentação saudável e benéfica para o nosso organismo.

Vamos analisar as informações nutricionais das pipocas que retirei da internet.


Benefícios da Pipoca

Esta ninguém sabia, as pipocas ajudam na hora de controlar o peso devido ao alto teor de fibras que vai melhorar o funcionamento intestinal e aumentar a sensação de saciedade por mais tempo, prevenindo deste modo doenças do foro intestinal.

As pipocas reduzem o risco de doenças crónicas como a diabetes e doenças cardiovasculares devido a acção de polifenóis, que são antioxidantes que protegem as células do organismo contra doenças degenerativas e até alguns cancros. Ao mesmo tempo que previne o envelhecimento precoce, evita a anemia e melhora a absorção de nutrientes. Protege, ainda, a saúde ocular ao prevenir doenças como as cataratas e a degeneração muscular.

A presença de triglicerídeos controla os índices de colesterol, glicemia e retarda o esvaziamento gástrico.

Malefícios da Pipoca

As pipocas tradicionais até que não prejudicam muito a tua saúde, até é aconselhado comer diariamente cerca de 20g.

Mas as pipocas de microondas, essas sim, são o demónio. O milho destas pipocas é geneticamente modificado, têm muito sal e toxinas na embalagem. Estas toxinas são propicias ao desenvolvimento de bronquiolite e dificuldades respiratórias. Depois de perderem uma acção judicial, as marcas afirmam ter mudado o material da embalagem, mas pelo sim e pelo não... eu cá não arrisco.

Estas pipocas acumulam proteínas beta-amilóide que contribuem para o desenvolvimento de doenças como o Alzheimer.

Depois o óbvio, têm muitas calorias devido a tudo o que adicionamos para dar aquele sabor gostozinho que tem muita gordura prejudicial ao coração.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Dizem por aí que se usa: Crop Top

Olha, olha só quem apareceu por aqui, é verdade, os crop tops. Diretamente dos anos 80/90 o crop top ressuscitou para arrasar, no entanto, desta vez sem mostrar o umbigo (porque nem toda gente pode, não é?) e com uma utilização mais consciente e pensada.

O umbigo deve estar bem tapadinho e por isso opta sempre por peças com cintura subida. A ideia do crop top é deixar apenas uma faixa de pele à mostra na zona do estômago. Queres melhor desculpa para tapar o que não interessa a ninguém?

O ideal será que estes não sejam muito decotados para que não se tornem vulgares. Cabelos apanhados com crop tops só quando este é bem tapadinho ou tem um colar ou um casaquinho a disfarçar aquela pele marota a espreitar por cima do tecido.


As golas ou lenços são uns óptimos aliados para tapar decotes mais teimosos ou criar volume numa peça mais justinha, aposta neles.

Se ainda não estás totalmente confortável com esta peça tendência, podes sempre optar por usá-la com cardigans, kimonos, coletes... por cima.

Outra dica é evitar outras peças consideradas sexys, deixa o sexapeal todo para o crop top. Por isso evita rendas, transparências, salto alto, todo o conjunto justo a marcar as formas e peças de baixo muito curtas. Os saltos altos são permitidos apenas com calças ou saias compridas. Em caso de dúvida aposta por estas ultimas, nunca falham.


O crop top também é um bom aliado para criar sobreposições e tornar qualquer conjunto mais interessante. Isto faz com que sejam usáveis nas estações mais frias.

Resumidamente, precisas saber que para não errares na hora de usares crop top deves brincar com as proporções. Assim, um top justo quer uma parte de baixo mais larguinha, umas calças cenoura ou uma saia comprida esvoaçante por exemplo. Ou se é largo já te permite usar com partes de baixo mais justas.

Já tens o teu?

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Hora da Chefe: Massa à bolonhesa com espinafres

Se tivesse que escolher a especialidade cá de casa, talvez escolhesse a massa à bolonhesa, raramente sai mal e adoroooo. Mas, quis inovar e experimentar uma nova receita e não é que ficou deliciosa?


1º Passo: Cozer a massa conforme as instruções da embalagem.

2º Passo: Refogar cebola, alho em azeite com uma folha de louro. Quando a cebola estiver macia adicionar cenoura, pimento vermelho aos cubos pequenos e um tomate picado.

3º Passo: Adicionar carne picada e deixar alourar, indo mexendo. 

4º Passo: Arrefecer com um pouco de vinho branco de mesa.

5º Passo: Quando o vinho começar a evaporar, adicionar polpa de tomate a gosto e temperar com sal, gengibre, piri piri e orgãos.

6º Passo: Quando a carne estiver quase preparada adicionar uma embalagem de espinafres e ir mexendo até que estes fiquem murchos.

7º Passo: Adicionar a massa já escorrida à carne e envolver tudo muito bem.

8º Passo: Finalizar com queijo ralado e servir.

Vais experimentar?

terça-feira, 9 de junho de 2015

Séries que nunca deviam ter terminado #2

Já não é novidade nenhuma que me vou afeiçoando às séries e quando terminam fica aquela sensação de "orfandade"... vazio... e procuro desesperadamente uma substituta! Às vezes encontro e vou recomendado pelo blog, mas noutras vezes é pior a emenda do que o soneto... Estava a pensar fazer um post sobre séries que não me convenceram ou deixaram de me convencer?! Mas, ainda não é este.

As séries que nunca deviam ter terminado para hoje são...

Gossip Girl


Gossip Girl é um drama e romance, cotado com 7.4,  constituída por 6 temporadas na sua maioria compostas por uma média de 20 episódios baseados nos livros de Cecily Von Zieger que conta a história de 5 adolescentes nova-iorquinos.

Serena, Blair, Nate, Charles e Dan (à posteori) são jovens ricos, mimados, que vêem diariamente a sua vida exposta num blog que relata anonimamente todas as suas aventuras, esquemas, romances e traições. Durante as 6 temporadas desconhecemos o/a autor(a) do blog e sinceramente apesar deste ser o êxtase do final, chega um momento que já nem te importas quem é o/a autor(a), queres saber quem é que vai ficar com quem e o que a Blair vai usar na festa X... De facto, esta série tem efeito novela em que "não perca o próximo episódio porque nós também não".



O figurino é es-pe-ta-cu-lar, o guarda roupa irrepreensível e excelente, não há episódio em que quer a Blair quer a Serena não apareçam lindas, até com a farda do colégio. A fotografia dentro dos parâmetros do bom e muito bom, o argumento apesar de juvenil até tem o seu interesse e a volta dada à história e o desenrolar não foi muito cansativo, nem saturante, pois acabamos por "crescer" com as personagens a evoluir nos interesses e expectativas. 

Acompanhamos o secundário, o primeiro emprego e a amadurecimento de cada uma das personagens que lutam por poder, reconhecimento, respeito como as suas famílias (também elas pertencentes à história) já conquistaram, num mundo onde só há lugar para os melhores.

Ao longo da trama vão aparecendo personagens novos, com objectivos distintos, todos eles relacionados com este clã e apesar de amores e desamores, apesar das traições, apesar de tudo são super unidos e protetores.

Era interessante ver cada um deles na vida adulta... com uma vida estável, como é a vida depois do blog que lhes dava a notabilidade e fazia com que todos quisessem ser como eles.

Ghost Whisperer

Esta não é uma série de excelência, não acompanhei religiosamente, já estava ligeiramente aborrecida com o seu desenrolar mas tive pena quando terminou.

Esta série era exibida na TVI no sábado à tarde, quando não dava para sair de casa ela fazia companhia, muitas vezes durante o estudo, acabando a Melinda Gordon conquistando a simpatia dos telespectadores.

Melinda desde criança que tem o dom de ver fantasmas que por algum motivo não ultrapassaram a luz, onde teriam o descanso eterno. Eles procuravam, mostravam-lhe sinais do que os prendia e ela tentava e conseguia essa passagem.

O que é que isto tem de fascinante? Nada, na verdade nada...nem sequer a cotação atribuída pelo IMDB, 6.3, mas a verdade é que capta a tua curiosidade e não é repetitiva, pois todos os episódios têm uma história diferente.

Contudo, o desenrolar entrou em caminhos perigosos e até percebo porque tiveram que meter fim, a não ser que desse uma reviravolta exagerada como foi dando aos poucos. Seja como for ainda durou 5 temporadas constituídas em média por 20 e poucos episódios e recomendo para enquanto estiveres a cozinhar, a lavar a loiça, a passar a ferro... para te fazer companhia nas alturas em que possas dispensar a tua atenção do ecrã.

 Spartacus

 

O que posso dizer sobre esta série? Está verdadeiramente interdita aos mais sensíveis e é para maiores de 16 anos, pelo menos. Mas como poucos vão morar sozinhos com menos dessa idade, vá, vou falar sem medo.

Esta série está recheadissíma de sangue, sexo, luta, drama e história. Mas se muitos a tratam com redundância de ser apenas sexo e sangue eu encontro a historia de um (bom) guerreiro que luta pelo amor da sua vida contra tudo e todos. Spartacus foi escravizado logo no primeiro episódio e afastado da sua mulher. Aqui está a motivação e a justificação ética para tudo o que se passa nos restantes episódios.

Esta série está cotada com 8,7 tem 3 temporadas com aproximadamente 10 episódios de 55 minutos, e uma temporada extra no intervalos de duas delas porque o primeiro actor que fazia de Spartacus, Andy Withfield, morreu e teve que ser substituído por Liam McIntyre. Garanto-te que te vai custar habituar a esta mudança... mas depois acabas por até gostar deste último, porque de inicio ele tem uma cara demasiado menininho para ser o grande Spartacus, mas acaba por ser essa mesma característica que lhe dá piada.

A fotografia é linda, o argumento com a qualidade reconhecida à décadas, a representação tem potencial... basicamente é uma série a não perder.

 

Revenge



Amanda Clarck muda de identidade para Emily Thorne para vingar a morte do seu pai, preso por ser acusado pelos Grayson por um atentado terrorista. Convicta da inocência do seu pai que lhe deixa uma fortuna, alia-se a Nolan para pôr em prática um conjunto de planos e estratégias para eliminar 1 a 1 os envolvidos na morte do seu pai.

Esta série é imperdível, cotada com 8 em 10 pelo IMDB tem 4 temporadas de aproximadamente 20 episódios cada com uma duração de 44 minutos. Este drama, mistério e thriller teve um final que está na boca do mundo e com razão e vale mesmo a pena assistir.

Chega a uma altura que ficas "já não sabem mais o que inventar", mas depois de um time out, quando começas a rever ficas, novamente, preso (a) ao ecrã.

 Qual conheces?

Que séries recomendas?

 


segunda-feira, 8 de junho de 2015

O tamanho (não) importa

Quando vi este artigo na DECO não resisti a vir partilhar contigo, para reflectirmos em conjunto sobre isto.
A DECO fez um estudo que consistiu em medir o mesmo tamanho e a mesma peça, corte estandarte de diferentes marcas e concluiu que para o tamanho M há uma margem de 8cm de diferença.

Este estudo leva-nos a concluir que as marcas não conhecem o tamanho das Portuguesas. Esta dificuldade é bastante comum quando compramos nas lojas chinesas online,  termos que comprar não pelo tamanho mas pelas medidas, assim um 38 que corresponderia a um M nessas lojas muito provavelmente pode ser um L ou XL. 

A necessidade de nos medirmos e ter consideração as medidas e não o tamanho, ou o hábito de experimentar é emergente, pois as marcas não conhecem as medidas típicas do corpo para o qual fabricam. A mulher portuguesa mede em média 1,59m, pesa 64kg, tem 97cm de peito, 86cm de cintura e 103cm de anca. O Homem por sua vez mede 1,71m e pesa 77kg. Países como a Espanha e a França têm uma morfologia corporal bastante semelhante à nossa, o que te dá uma margem de confiança para comprar nas suas lojas ou peças fabricadas por eles. Contudo, o restante povo Europeu já se distingue bastante.

Esta discrepância faz com que a maioria dos portugueses apenas caibam em tamanhos como L, XL, ou XXL, não é que sejamos gordos, estamos é a adaptarmos à roupa quando deveria ser ela a adaptar-se a nós. Assim, o truque para emagreceres de um dia para o outro é escolher a marca certa (ahahahaa), a titulo de exemplo o tamanho 32 da H&M é mais largo que o tamanho 34 da C&A. Outros exemplos estão na imagem abaixo que retirei da DECO que teve como fonte a CITEVE.


Eu que em média visto entre o XS e S, tenho camisolas no meu armário que são o XL e quem vê os tamanhos como uma ciência exacta pode-se sentir frustrado por não vestir o tamanho que vestia à umas horas atrás... mas a verdade é que não mudaste 1 cm, mudaste de marca.

Achas que o tamanho importa?

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Ilumina-te

Uma casa bem iluminada é imprescindível para o conforto e bem estar de quem lá habita. Não falo de muita luz, até pelo contrário, pois iria ter resultados na factura mensal de electricidade e nós não queremos isso. Falo de uma iluminação consciente, pensada, adequada à divisão e com um aproveitamento das ofertas disponíveis para rentabilizar o nosso consumo de energia.

Quando vi um artigo semelhante na DECO constatei que a iluminação da minha casa deixa muito a desejar, como é arrendada não posso fazer muito para mudar isso. Mas para quem tem ou pensa ter uma casa própria ou está a fazer obras têm a oportunidade ideal para adoptar estas sugestões e assim melhorar a iluminação.

Importante conhecer a oferta disponível no que toca a lâmpadas e as suas vantagens e desvantagens.


Cada divisão é uma divisão, cada pessoa é uma pessoa e cada família é uma família. Mas todos têm em comum um conjunto de necessidades no toca a iluminação de cada uma das divisões. Vamos a elas?



1. Cozinha

A cozinha é a zona de trabalho por excelência e por isso a divisão que requer mais iluminação, onde cozinhas os teus alimentos, onde lavas a loiça e na zona de refeições (esta requer uma lâmpada LED não reflectora com 650 a 850 lúmens ou 8 a 10W).

A Luz do tecto deve ser suficiente para tarefas mais amplas e menos precisas como ir aos armários, limpar, pôr a mesa e para isso é importante que os azulejos reflictam a luz. Assim, esta deve ser flurescentes tubulares com 3000 lúmens (mais ou menos 24 a 39W). Contudo, revela-se insuficiente para tarefas mais manuais, assim nestas zonas opta por lâmpadas de halogéneo (20 a 28w de potência).

2. WC

Outra divisão que requer muita luz, principalmente na zona de maquilhagem e de barbear. O espelho deve ser iluminado, no entanto, as lâmpadas devem estar de lado e não por cima. Nesta posição provoca sombra e encandeia quem o usa. Para este efeito opta por 20w que permita uma boa restituição de cor.

É importante optar por lâmpadas de arranque rápido que difunda bastante luz (LED 10w) ou por um candeeiro de tecto com vários focos.

3. Sala de estar e de Jantar

Se as duas divisões anteriores exigiam uma luz branca, esta já quer uma luz amarela para criar ambiente (LED 12 a 15w), 3 lâmpadas de parede de 650 lúmens (8w) com uma luz quente abaixo de 3000 Kelvin (k).

Os candeeiros devem ser translúcidos, com luz difusa sem muita potência (esta é desaconselhável) e que permitam vários pontos de luz de 60 a 80cm (500 lúmens, LED 6 a 8w). Ou então opta por um candeeiro de pé na zona de refeições que fique a 80cm ou a 1 m e que concentre 500 lúmens.

No caso da luz de tecto aconselha-se uma lâmpada de halogéneo com 35w.

4. Escritório e passagem

Como o escritório é aproveitado para atividades que exigem concentração e dinâmica a luz branca é a mais adequada. 

Nas zonas de passagem o ideal seria implementar sensores de movimento, assim garantias que não há desperdício de luz. As escadas, por uma questão se segurança, requerem uma luz com uma potência mais elevada, uma luz focalizada de 8w LED.

Na zona de trabalho as lâmpadas de halogéneo com 35w conquistam protagonismo.

5. Quarto de adultos

Por fim, o quarto quer uma luz amarela para criar ambiente.

É aconselhável criar pontos de luz, um no roupeiro (LED com 3 a 4w), no tecto com uma lâmpada de 850 lúmens é suficiente (10w LED) e na cabeceira 20w, ou lâmpadas LED 6w.

Contudo, não posso deixar de referir que o ideal é aproveitares a luz natural e para isso as paredes claras e as cortinas translúcidas são as tuas melhores amigas.

A tua casa está bem iluminada?