quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Dizem por aí que se usa: Cardigã

A peça de hoje apareceu em homenagem ao Conde Cardigan, pela mão do general James Thomas Brudnell que comandou as tropas britânicas na Guerra da Criméia (1853-1856). Esta peça era parte constituinte dos uniformes dos oficiais dessas mesmas tropas. Posteriormente, no séc. XX, foi adoptada pelos jogadores de golf, já sabes de que peça estou a falar? O Cardigã (of course!).

Esta peça importada por Coco Chanel (quem mais?) nos anos 20 e 30, era usualmente conjugada com saias, já foi apontada por mim como uma peça que não pode faltar do teu armário mas admito a existência de possíveis dificuldades na hora de a conjugar.



No inverno é um óptimo aliado para construir camadas, conjugar com leggings para tapar o rabiosque, aquecer aquela camisola básica e/ou usar em ambientes com um ar condicionado muito alto. É um básico que pode ser enriquecido com acessórios, um casaco mais quente, ao mesmo tempo que enriquece o próprio look.

Na estação referida acima, querem-se mais grossos, quentinhos e para os dias sem chuva. Doutra maneira não é suportável usá-los isoladamente ou pelo menos sem uma gola ou cachecol. Ficam bem com tudo, leggings, calças, vestidos, saias, calções, até onde a tua imaginação te guiar.


Mas se no Inverno tem algumas limitações, na Primavera e Outono são reis. A opção mais viável para aquecer as manhãs frias ou as tardes arrefecidas, mantêm o charme das sobreposições e permitem usar as peças mais delicadas, coloridas e o estampados mais divertidos, aquecendo-as.

É uma peça muito versátil, que te permite usar numa situação mais formal como noutra totalmente informal. Ao mesmo tempo que todas as mulheres podem usar, com algumas atençãozinhas. Se lutas contra a balança, aposta em cardigãs com decote em V e sem bolsos laterais. Estes favorecem quem não tem anca, pois vai adicionar centímetros. Ainda as mais cheinhas, devem optar por usar o cardigã aberto, longo e sem texturas ou tecido muito grandes para não acrescentar volume desnecessário.

Já as mais baixinhas podem recorrer a um cardigã comprido da cor das calças, para alongarem a figura. Se pelo contrário és bem alta, usa cardigãs com cintos, curtos sem medo de criar uma linha horizontal.



Confesso que no Verão dá-me imenso jeito, pois durante o dia quando as temperaturas estão mais altas e uso top's de alcinhas, vestidos mais decotados e a pele bem à mostra, estes tornam-se desadequados para o contexto laboral, e assim em contacto com as pessoas coloco um cardigã só para ficar mais composta.

Nas noites mais frias ele é um bom amigo, dá estilo, conforto e previne constipações chatas. Fica super bem arregaçado, complementa todo o conjunto e dá aquele tcharan a mais que fica super bem.

Já aderiste à moda do cardigã?
Consideras que é um básico que todas deveríamos ter?

2 comentários:

  1. Adoro cardigans, e uso em qualquer altura do ano.
    Acho que fazem looks super giros e confortáveis ao mesmo tempo.
    Beijinhos

    http://umavidadelontra.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Ana,

      Não podia estar mais de acordo contigo ;)

      Obrigada pelo teu comentário...

      Beijinhos

      Eliminar