segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Uma chefe para tantas receitas: Cardápio Semanal

Desde que comecei a fazer a dieta FODMAP a rubrica "Hora da Chefe" tem ficado em stand by, porque demorei a habituar-me às novas privações e porque estava sempre sem imaginação para fazer receitas mais caprichadas. 

Agora com uma alimentação ainda mais saudável, rápida e óptima para "marmitar", vou reciclar a rubrica "Hora da Chefe" e fundi-la com o cardápio semanal que deixei de publicar na página do facebook e fazer um post com ideias para o jantar para uma semana. As vantagens já nós sabemos, poupamos tempo, preocupações, dinheiro e nunca estamos na vibe do "não sei o que fazer para o jantar".

Segunda


Começamos a semana com uma receita super saudável, fácil e rápida. As segundas já por si são difíceis de aguentar e estar muito tempo na cozinha... ninguém merece. Assim, é só descascar as batatas, arranjar o feijão verde (entenda-se tirar os fios) e meter para dentro de um tacho a cozer. Enquanto isso, é só grelhar a costeleta sem osso (ficam menos secas) temperada com sal, pimenta e gengibre.

No prato tempera a gosto, eu prefiro só com azeite, mas podes também meter vinagre. Na hora de aquecer no microondas o azeite vai ajudar.

Terça


Na terça já caprichamos um bocadinho mais e se ontem foi carne, hoje tinha que ser peixinho do bom. Esta receita é super fácil e óptima para meteres no forno e ires tomar um duche, por exemplo. Só tens que descascar batatas ("batatas outra vez?" escolhe outra coisa) e temperá-las com oregãos, gengibre, pimenta, sal e azeite, envolvê-las muito bem.

Em baixo de um recipiente próprio para ir ao forno é só meter azeite (pouquinho), dispôr as batatas já temperadas, tapá-las com espinafres, regá-los com azeite, dispor o bacalhau e regá-lo com tomate temperado com azeite. Ir ao forno até as batatas estarem cozinhadas.

Quarta



Comer salsichas tornou-se utopia, ora têm glúten ora tem leite. Mas encontrei estas e não resisti a matar saudades. A receita é simples, fazer um refogado com com tomate pelado e azeite, ir mexendo e desfazendo até ficar em polpa (sim, podes usar polpa de tomate, a dieta FODMAP é que não me permite logo tenho que me desenrascar). Enquanto isso, cortas as salsichas em rodelas ou meias luas consoante o tamanho, estas foram em meias luas porque eram largas e misturar com o molho de tomate. Tempera com sal, pimenta, gengibre e muitos oregãos. Quando apurado, acrescenta espinafres a gosto e vai envolvendo tudo muito bem envolvidinho.

Acrescenta água a ferver numa quantidade a dobrar do que precisarias para tapar tudo e acrescenta a massa (esta é sem glúten da Milanesa). Quando estiver cozida está pronta. Serve com uma saladinha.

Quinta



Agora é hora de voltar ao peixinho e assados. Num tacho faz um refogado de tomate e azeite, temperado com oregãos, coentros e gengibre. Deixa ferver.

Enquanto, isso tempera os filetes de peixe gato com sal, pimenta e limão. Depois dispõe o molho anterior sobre os filetes de peixe gato e leva ao forno por 40 minutos.

O arroz é vaporizado e como tal é só cozê-lo em água e sal por 20 minutos e fica sempre soltinho e com um gostinho maravilhoso.

Sexta



Descasca, corta as batatas e cenouras e põe a cozer, e quando digo a cozer, é cozer muito até ficar quase a desfazer-se. Tempera os bifes de frango com limão, sal, pimenta, oregãos, folhas de louro e gengibre (sim gosto desta combinação e dos benefícios que traz para a saúde). Mete a grelhar sem qualquer gordura.

Quando estiver tudo cozido desfaz com um garfo até ficar em puré. Eu não adicionei nada e preferi comer ao natural, mas se preferires podes temperar no prato com azeite e vinagre ou fazer puré normal.

Que achaste destas receitas tão dia a dia?

Sem comentários:

Enviar um comentário