sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Salta uma rubrica como pipocas #38

Se és das/os que aproveitam as férias para pôr os filmes em dia este post é para ti, não é 1 nem 2 mas sim 3 filmes todos de género bem diferentes para agradar a menina e o menino.

Race


Duração: 134 min
Género: Biografia, Drama, desporto
Cotação: 7,1/10
Realização: Stephen Hopkins
Escrito por: Joe Shrapnel, Anna Waterhouse
Data de Estreia: 04 de Agosto de 2016
Pontuação pessoal: 7,4/10

Em 1936, contra todas as expetativas para a sua classe social, Jesse Owens ingressa na faculdade e nela descobre ser dotado no atletismo. Rodeado pelas pessoas certas e com exigentes treinos consegue ser apurado para os jogos olímpicos de Berlim, desafiando assim todos os princípios professados por Adolf Hitler. Numa constante luta pela aceitação social da sua raça é um filme que retrata muito bem as dificuldades de quem diariamente tem que provar ter valor não reconhecido.
Eu quando escolhi ver este filme confesso não ter grandes expetativas e até achei que não fosse gostar muito, mas enganei-me. Apesar de não ser um filme de desporto e como tal não fazer muito bem o meu género, posso dizer que é excelente, não é só um filme que enaltece o atletismo mas o esforço pessoal, o desafiar limites, mas e principalmente uma critica social e da evolução da raça humana.
O enquadramento está bem conseguido, o figurino remete-nos muito bem para a época que decorre a trama, o elenco principal bastante favorecido e o facto de ser baseado em factos verídicos dá aquele realismo que gosto. Fiquei admirada por ser um filme tão comprido porque sinceramente não dei pelo tempo a passar. Recomendo!

Mothers day


Duração: 120 min
Género: Comédia, Drama
Cotação: 5,5/10
Realização: Garry Marshall
Escrito por: Anya Kochoff
Data de Estreia: 28 de abril de 2016
Pontuação pessoal: 6/10

Este filme retrata várias histórias de várias mulheres que ao serem mães encontram-se em situações bastante distintas. Focando-se como elenco principal na história de Sandy uma mulher divorciada que não aceita ter sido trocado por outra mulher mais nova, que conhece o drama do homem que não suporta a viuvez.
De facto são vários os assuntos que este filme aborda desde homossexualidade, o racismo, a adoção de um modo leve, isento de julgamentos e que nos permite assistir aos mesmos com uma normalidade e sequencialidade lógica.
O seu elenco é sem dúvida o seu trunfo, uma representação irrepreensivel e que retira as atrizes da sua zona de conforto, não desiludindo. O argumento e o figurino está igualmente bem conseguido e os momentos de comédia são inseridos natualmente e dás por ti a rir sem ser forçosamente, entendes?


The huntsman winter's war


Duração: 114 min
Género: Drama, Ação, Aventrura
Cotação: 6,1/10
Realização: Cedric Nicolas-Troyan
Escrito por: Evan Spilliotopoulos, Craig Marzin
Data de Estreia: 21 de abril de 2016
Pontuação pessoal: 6,4/10

Depois de sofrer uma desilusão amorosa, Freya decide construir o seu próprio reinado isento de amor e construir o seu próprio exercito de caçadores. Tudo muda quando o amor tenta entrar pelas afrechas do gelo.
Gostava de dizer que este é uma prequela deste filme, mas a verdade é que torna-se simultaneamente numa prequela e sequela do mesmo. Se isso o torna confuso? Nada disso, até lhe dá uma certa piada se te preparares para tal.
O figurino está super interessante, as imagens de fantasia engraçadas e razoalmente interessantes e o final, embora previsivel, sentes que não poderia ser doutra maneira. O argumento talvez seja o seu ponto fraco e tenha feito com que perdesse qualidade relativamente ao filme anterior, mas acho que é uma boa alternativa para passar uma tarde de tédio.

Sem comentários:

Enviar um comentário